Na Casa Branca, Kanye West diz que Trump é "figura paterna" para ele

Caio Coletti
Colaboração para o UOL

  • Oliver Contreras - Pool/Getty Images

    Kanye West abraça Donald Trump durante encontro na Casa Branca

    Kanye West abraça Donald Trump durante encontro na Casa Branca

O rapper Kanye West visitou a Casa Branca durante a tarde desta quinta-feira (11). Antes de almoçar com Donald Trump, os dois participaram de uma reunião no Salão Oval, o principal escritório do presidente.

O presidente deixou a imprensa filmar a reunião. Segundo o "Deadline", West dominou as atenções com um longo monólogo em que definiu Trump como "uma figura paterna". Ao final de sua fala, o rapper se levantou e abraçou o presidente.

"Meu pai e minha mãe se separaram, então eu nunca tive muita energia masculina em casa", comentou West. "Além disso, eu sou casado com uma mulher que vem de uma família em que não há muita energia masculina [as Kardashian]. Eu acho isso lindo, no entanto!".

"Eu amo Hillary [Clinton] - eu amo todo mundo, certo?", continuou o rapper. "Mas a campanha dela, com o slogan 'eu estou com ela', não fez com que eu me sentisse como um cara que pode jogar bola com o seu filho".

West se voltou então para o boné que estava usando, que carregava o slogan da campanha de Trump ("Torne a América grande de novo"). O rapper usou o mesmo modelo em sua apresentação no "Saturday Night Live".

"Há algo incrível sobre quando eu ponho esse boné. Ele faz com que eu me sinta como o Superman, que é meu super-herói favorito! Você fez uma capa do Superman para mim", disse West.

"Como um cara normal, eu me inspiro em você e em outros homens da indústria americana. Caras que não são políticos, que não aguentam essa m**** de Washington... Caras que chegam e fazem o que é preciso", completou.

Em sua fala, West também citou que considerava o seu diagnóstico de transtorno bipolar como um "engano médico". Ele disse que, na verdade, estava apenas sofrendo sequelas da privação de sono.

O presidente Trump respondeu ao monólogo de West no final, dizendo: "Esse cara pode falar quando quiser por mim. Ele é esperto. Ele entende as coisas. Ele pode ser um candidato à presidência no futuro".

Últimas notícias Ver mais notícias