Diferentes mundos da cultura pop se encontram na Comic Con Experience

Laura López.

São Paulo, 6 dez (EFE).- Centenas de personagens dos diferentes mundos - e mídias - da cultura pop se reuniram nesta quinta-feira na Comic Con Experience de São Paulo (CCXP), a maior convenção do mundo geek da América Latina, que abriu hoje suas portas ao público.

De hoje até o próximo domingo cerca de 260.000 passarão pelo salão de eventos da São Paulo Expo para participar da quinta edição do evento, que prevê na sua extensa programação a visita de 42 atores de Hollywood.

Maisie Williams e John Bradley, que interpretam Arya Stark e Samwell Tarly na série "Game of Thrones", foram os primeiros a causar furor hoje nos fãs na CCXP.

Além disso, Sandra Bullock, que apresentará o longa-metragem da Netflix "Bird Box"; Michael B. Jordan, do filme "Creed II"; Zachary Levi, de "Shazam!", e Sophie Turner, de "Game of Thrones", são alguns dos atores mais esperados nos próximos dias.

Um dos acontecimentos marcados em vermelho no calendário da CCXP é o encontro que os fãs terão no sábado com Brie Larson, a atriz que interpreta a Capitã Marvel no longa-metragem homônimo que estreia nos cinemas em março do ano que vem, e que aterrissa em São Paulo para celebrar o décimo aniversário do Marvel Studios.

A Comic Con Experience também é um ponto de encontro de criadores e, por isso, o evento de abertura foi uma homenagem ao diretor Chris Columbus, que visitou o país pela primeira vez para assistir a uma exibição das cinco cenas favoritas de seus filmes escolhidas pelo público brasileiro.

"Não sabia que as pessoas gostavam de 'O Homem Bicentenário'", brincou Columbus, em referência à cena que ficou em terceiro lugar, atrás apenas das suas duas grandes obras, a primeira e a segunda parte da saga Harry Potter, cujos fãs protagonizaram os gritos mais altos.

Assim começava a maratona de mais de 40 horas de entretenimento oferecida pelo evento, com um público que esperou em longas filas para, entre outras muitas atrações, visitar a Fábrica Nacional de Moeda da série espanhola "La Casa de Papel", ou a cabana de Hagrid, do universo de Harry Potter, com hipogrifo incluído.

A mistura de universos ao longo de mais de 115.000 metros quadrados fica ainda mais visível com a participação dos cosplayers, os fãs que percorrem o evento caraterizados como seus personagens favoritos.

Kelly Rodrigues, uma jovem de Santos, disse à Agência Efe que demorou "uns três meses" para encontrar "o tom exato" de azul para a sua fantasia de Mística, de "X-Men", enquanto sua amiga, Acumi Susuki, precisou de apenas uma semana para acompanhá-la caracterizada de Vampira, do mesmo universo.

Daniela Januzelli, do Rio de Janeiro, foi hoje ao evento vestida como a Rainha de Copas da versão cinematográfica de "Alice no País das Maravilhas" dirigida por Tim Burton depois de viajar até São Paulo acompanhada do marido e dos três filhos.

Todos na família são cosplayers que irão mudando de pele ao longo dos quatro dias do evento: "Amanhã viremos de Marvel; no sábado, cada um de seu personagem de animação favorito e no domingo, de 'Doctor Who'", explicou Daniela.

Outra das atrações mais emblemáticas da feira é o Artists Alley, a maior área de postos de desenhistas de histórias em quadrinhos do continente, onde mais de 530 artistas assinarão suas obras e falarão com seus fãs, que hoje se concentraram na fila mais longa para ver o quadrinista brasileiro Gabriel Bá.

No evento haverá espaço tanto para o publico mais impaciente, que poderá ver em primeira mão no Brasil filmes como "Aquaman", "WiFi Ralph: Quebrando a Internet" e "Creed II"; como para os mais nostálgicos que queiram celebrar o aniversário de 80 anos do Superman ou assistir a uma conversa em homenagem ao recentemente falecido criador de histórias em quadrinhos Stan Lee.
 

Últimas notícias Ver mais notícias