'Messi' afegão de apenas 5 anos pode conhecer seu ídolo

Cabul, 1 Fev 2016 (AFP) - A Federação Afegã de Futebol (AFF) afirmou nesta segunda-feira estar em contato com Lionel Messi para organizar um encontro entre a estrela do Barcelona e o menino de cinco anos, que ficou famoso por vestir uma camisa do jogador argentino feita com um saco de lixo.

"Tivemos contatos preliminares com a estrela do Barcelona, mas ainda não sabemos onde e quando o encontro poderá ser realizado", explicou à AFP Sayed Ali Kazemi, porta-voz da AFF.

A imagem de Murtaza Ahmadi, posando sorridente com o saco de lixo transformado em camisa da seleção argentina, com o nome de Messi nas costas escrito com uma caneta, deu a volta ao mundo há duas semanas, quando seu irmão mais velho Homayoun, de 15 anos, publicou um vídeo no Facebook.

A AFF contempla enviar a criança e seu pai à Espanha ou "trazer" Lionel Messi ao Afeganistão. Esta segunda opção, porém, parece pouco provável, devido à instabilidade que vive o país, envolvido em um velho conflito armado há mais de 35 anos.

Em Jaghuri, cidade onde vive a família de Murtaza, o território é controlado por rebeldes do Talibã. Os Ahmadi fazem parte da minoria hazara e pertencem à crença xiita, o que os condena à condição de párias numa sociedade afegã majoritariamente sunita.

Contactada pela AFP, a embaixada da Espanha em Cabul se declarou "disposta a ajudar" Murtaza e seu pai a viajar até Barcelona.

O pai de Lionel Messi, Jorge, garantiu à AFP no sábado que seu filho estava "ciente" do fã mirim afegão e confirmou que o craque argentino quer "fazer algo" com Murtaza.

mam-gde/ahe/jcp/me/app/am

Últimas notícias Ver mais notícias