Fofão se despede do vôlei com derrota e Rexona fica sem medalha em Mundial

Do UOL, em São Paulo

  • Divulgação/FIVB

    Fofão faz levantamento na última partida oficial de sua carreira

    Fofão faz levantamento na última partida oficial de sua carreira

Aos 45 anos de idade, Fofão disputou neste domingo a última partida oficial de sua carreira. E a despedida da levantadora não foi das melhores. Na disputa pela medalha de bronze do Mundial Feminino de Clubes, o Rexona-Ades acabou superado pelo anfitrião Volero Zurich (SUI) por 3 sets a 0, com parciais de 25-21, 25-17 e 25-18.

No sábado, na semifinal, o time carioca havia sido superado pelo Dínamo Krasnodar (RUS) por 3 sets a 1, com parciais de 25-21, 25-27, 25-23 e 25-21.

Campeã da Superliga há duas semanas na HSBC Arena, Fofão ainda fará sua despedida definitiva do público brasileiro. No próximo dia 24, uma partida festiva será realizada no Ginásio Milton Feijão, em São Caetano do Sul (SP). Diversas atletas e ex-atletas já confirmaram presença, além dos técnicos Bernardinho e José Roberto Guimarães.

Os ingressos para o jogo de despedida da levantadora serão trocados por alimentos não perecíveis. Os organizadores ainda não definiram quando começará a troca pelas entradas.

Com a derrota do Rexona para o Volero Zurich, esta foi primeira vez em nove edições do Mundial Feminino de Clubes que nenhum time brasileiro chegou ao pódio. 

Últimas notícias Ver mais notícias