Ex-lutador de MMA que espancou atriz pornô é condenado

Do UOL, em São Paulo

  • Reprodução/Twitter

    Foto de Christy Mack após ser espancada por War Machine

    Foto de Christy Mack após ser espancada por War Machine

 O ex-lutador de MMA conhecido no mundo do esporte como War Machine foi considerado culpado por sequestro e assédio sexual, além de outros crimes, contra a atriz pornô Christy Mack, nesta segunda-feira (20), em julgamento nos Estados Unidos. Ele pode ser condenado à prisão perpétua. 

Os crimes aconteceram em agosto de 2014. Na ocasião, Christy Mack apareceu desfigurada nas redes sociais mostrando as marcas por todo o corpo da agressão de Jonathan Koppenhaver, conhecido como War Machine no mundo do MMA. Ela teve 10 ossos quebrados, além de outras lesões graves por todo o corpo.

War Machine também foi condenado por agredir o amigo de Christy, Corey Thomas, que estava com a atriz pornô em sua casa, em Las Vegas na ocasião.

Mack testemunhou por dois dias durante o julgamento que durou duas semanas e detalhou toda a história que terminou com o ataque brutal.

Os crimes de War Machine incluem assédio sexual, coerção, sequestro, roubo e tentativa de homicídio. As duas acusações de tentativa de homicídio, no entanto, foram anuladas. 

A sentença oficial com a decisão sobre quanto tempo o ex-lutador terá de passar na prisão será lida no dia 5 de junho em Las Vegas. Apesar de ter escapado das acusações de tentativa de homicídio, o ex-lutador pode ser condenado à prisão perpétua sem direito à condicional. 

Últimas notícias Ver mais notícias