Marcinho apoia Lucão e pede que assunto seja resolvido internamente no SP

Do UOL, em São Paulo (SP)

  • Marcello Zambrana/AGIF

    Marcinho jogou as oito partidas do São Paulo no Campeonato Brasileiro

    Marcinho jogou as oito partidas do São Paulo no Campeonato Brasileiro

Os jogadores do São Paulo já estavam em sua maioria no vestiário do Morumbi quando o zagueiro Lucão resolveu atender a imprensa após a derrota por 2 a 1 para o Atlético-MG. Depois de falhar nos dois gols do Galo, o beque riu ao comentar os erros e disse que a torcida que o critica podia ficar tranquila, pois logo o veria longe do Tricolor. Nesta segunda-feira, um dia após o episódio, o defensor terá de conversar com os companheiros e a comissão técnica.

"No vestiário ninguém sabia do que tinha acontecido. E hoje (segunda) ainda não o encontrei. Poderia acontecer com qualquer um, de cabeça quente do jogo. A gente fala coisas de momento. Vamos conversar, porque muitos já passaram por isso", ponderou o atacante Marcinho, um dos poucos poupados das críticas dos torcedores no Campeonato Brasileiro.

Também depois do embate com o Galo, o técnico Rogério Ceni se mostrou incomodado com o relato da entrevista de Lucão, mas prometeu analisar as declarações com calma antes de falar com o zagueiro. "Foi uma coisa de momento, cabeça quente. E também não posso falar aqui, a torcida pode pegar no pé. A diretoria é quem tem que falar com ele. Por mim, fica. Não é por um erro ou outro que tem que crucificar", prosseguiu Marcinho. 

Nesta temporada, Lucão já havia sido apontado como um dos responsáveis pela queda na Copa Sul-Americana para o Defensa y Justicia. Apesar de ter feito ótima partida na Argentina, no jogo de ida, furou tentativa de corte na área com o calcanhar em lance que resultou no empate em 1 a 1 no Morumbi e na eliminação na primeira fase do torneio.

Agora, os erros e as declarações na partida contra o Atlético-MG colaboraram para aumentar a pressão sobre o São Paulo. Para Marcinho, "falta um maior equilíbrio entre meio, defesa e ataque. Fizemos bons jogos, como ontem (domingo), então precisamos trabalhar igual para melhorar os resultados. Fiquei feliz pelo meu gol, mas triste pela derrota". 

Últimas notícias Ver mais notícias