Atlético-MG reage no segundo tempo e vence Atlético-GO de virada

Do UOL, em Belo Horizonte

O primeiro tempo foi assustador para o torcedor do Atlético-MG. Mesmo jogando contra o lanterna do Campeonato Brasileiro, o time comandado por Roger Machado sequer conseguia chegar perto do gol adversário. Tanto que terminou a etapa inicial perdendo por 1 a 0. Mas o segundo tempo foi diferente, com Robinho em campo o Atlético-MG virou sobre o Atlético-GO e venceu por 2 a 1, com gols de Fred e Elias.

Com a vitória fora de casa, a terceira nesta edição do Brasileiro, o Galo segue bem próximo ao G6. É apenas um ponto de distância para o Sport, que atualmente está na sexta colocação e fecha a zona de classificação à Copa Libertadores. Já o Atlético-GO segue na lanterna, com apenas oito pontos conquistados, sete atrás da Ponte Preta, o primeiro time fora da zona de rebaixamento.

Victor é o destaque positivo do Atlético-MG

Pela diferença dos investimentos feitos por cada clube e pela posição na classificação do Campeonato Brasileiro, o Atlético-MG foi a Goiânia com o peso do favoritismo diante do Atlético-GO. Mas o que se viu na primeira parte do jogo foi o lanterna melhor em campo, dando trabalha ao goleiro Victor. Se no segundo tempo o time mineiro foi melhor, muito em função de Victor manter a equipe no gol, com uma grande defesa em chute de Paulinho, logo no começo da etapa final.

Momento de Marlone mantém Robinho no banco

Se contra o Santos a presença de Robinho no banco de reservas era mais uma questão de precaução, já que o atacante vinha de quatro jogos seguidos em menos de duas semanas, não foi o que aconteceu contra o Atlético-GO. Como Marlone foi titular nas duas últimas partidas, contra Botafogo e Santos, e foi bem, na opinião de Roger Machado, o treinador do Atlético decidiu manter o meia na equipe titular. "É dar uma sequência ao Marlone, que nos últimos jogos entrou bem", explicou o treinador ao Premiere, antes de a bola rolar.

Everaldo pede para não jogar

Artilheiro do Atlético-GO no Campeonato Brasileiro, com cinco gols, o atacante Everaldo pediu para não enfrentar o Atlético-MG. Depois de fazer um golaço no empate com o São Paulo, de calcanhar, o jogador se queixou de dores musculares e, por isso, nem sequer ficou no banco de reservas. Porém, o bom começo de competição do centroavante despertou o interesse de outros clubes e uma possível transferência pode ser o motivo para Everaldo ficar fora do jogo com o Galo.

Torcida mineira marca presença no estádio

Foram pouco mais de quatro mil pagantes no Estádio Olímpico para o duelo entre Atlético-GO e Atlético-MG. Certamente um bom número dos presentes estavam na torcida pelo clube mineiro. Durante a transmissão do jogo, era possível perceber a quantidade de atleticanos estavam nas arquibancadas, por imagens e pelos gritos da torcida.

Umidade baixa faz árbitro parar o jogo aos 21 minutos

A temperatura não estava muita alta, os termômetros apontavam 28 graus em Goiânia. Mas a baixa umidade do ar, em apenas 24%, fez o árbitro Pablo dos Santos Alves parar o jogo aos 21 minutos do primeiro tempo. Parada que serviu para jogadores e arbitragem se hidratarem, enquanto as comissões técnicas passaram orientações aos jogadores.

Sol no rosto de Felipe e nenhum chute no rumo do gol

No primeiro tempo, o goleiro Felipe, do Atlético-GO, ficou contra o sol. Algo que era nítido para quem estava acompanhando o jogo pela televisão o no estádio, e que foi reforçado pelo preparador de goleiros do Atlético-MG. Durante a pausa para hidratação, Chiquinho aconselhou os jogadores: "é chutar que o sol está na cara dele". Porém, nada adiantou. Com dificuldade de chegar próxima à área defendida pelo Atlético-GO, o Galo finalizou apenas uma vez na etapa inicial, com Marlone, que chutou para fora.

Robinho volta após o intervalo e vai bem

Se contra o Santos o efeito Robinho saindo do banco de reservas não fez diferença, contra o Atlético-GO funcionou. A presença do camisa 7 melhorou consideravelmente a equipe mineira, que passou a trocar mais passes no campo de ataque. Robinho até chegou a fazer um gol, mas como fez falta na jogada, o lance foi corretamente anulado pela arbitragem.

Atlético acaba com maldição contra o lanterna

Pela terceira vez neste Campeonato Brasileiro o Atlético-MG jogou contra uma equipe que entrou na rodada com última colocação. Após perder para Vitória e Atlético-PR, finalmente o Galo conseguiu vencer um lanterna. Com o triunfo em Goiânia, o Atlético chegou a três vitórias como visitante, uma a mais do que tem como mandante.
 

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-GO 1 X 2 ATLÉTICO-MG

Data: 16 de julho de 2017, domingo
Horário: 16h (de Brasília)
Motivo: 14ª rodada do Campeonato Brasileiro
Local: Estádio Olímpico, em Goiânia (GO)
Árbitro: Pablo dos Santos Alves (PB)
Assistentes: Oberto da Silva Santos (PB) e Kildenn Tadeu Morais de Lucena (PB)
Cartões amarelos: Pauinho e Bruno Pacheco (ACG) Bremer, Victor e Robinho (CAM)
Gols: Igor aos 24 minutos do primeiro tempo; Fred aos 12 e Elias aos 28 minutos do segundo tempo.

ATLÉTICO-GO
Felipe Garcia, André Castro (Jonathan, aos 30 do 2º), Roger Carvalho, Gilvan e Bruno Pacheco; Marcão Silva, Igor (Luiz Fernando, aos 30 do 2º), Paulinho e Jorginho (Andrigo, aos 16 do 2º); Niltinho e Walter.
Treinador: Doriva.

ATLÉTICO-MG
Victor, Alex Silva, Gabriel, Bremer (Matheus Mancini, no intervalo) e Leonan; Rafael Carioca, Adilson, Elias, Marlone (Robinho, no intervalo) e Cazares (Gustavo Blanco, aos 39 do 2º); Fred.
Treinador: Roger Machado.

Últimas notícias Ver mais notícias