Hamilton vence GP da Inglaterra e fica a um ponto de Vettel; Massa é décimo

Julianne Cerasoli
Do UOL, em Silverstone (ING)

  • Jason Cairnduff/Reuters

    Lewis Hamilton comemora sua vitória no Grande Prêmio da Inglaterra

    Lewis Hamilton comemora sua vitória no Grande Prêmio da Inglaterra

Lewis Hamilton é o vencedor do Grande Prêmio da Inglaterra de 2017. Neste domingo (16), o britânico da Mercedes largou da pole e não foi ameaçado durante toda a prova, vencendo com facilidade e diminuindo a diferença para Sebastian Vettel no Mundial de Pilotos. O alemão da Ferrari teve problemas na última volta e perdeu seu lugar no pódio, completando a prova em sétimo e chegando a 177 pontos, um a mais do que o adversário. O brasileiro Felipe Massa, da Williams, chegou na décima posição.

Nas duas voltas finais, parecia que o pódio havia caído no colo de Vettel depois que Kimi Raikkonen, seu companheiro de Ferrari, teve problemas com o pneu dianteiro esquerdo. Mas o pneu dianteiro esquerdo do alemão estourou, forçando parada nos boxes.

Com isso, Valtteri Bottas, da Merecedes, superou os dois e ficou com a segunda colocação, com Raikkonen completando o pódio.

Com o encerramento do GP da Inglaterra, chega ao fim a primeira metade da temporada 2017. Os pilotos agora têm pela frente o GP da Hungria, que será disputado dia 30/7, antes da pausa para as férias. Depois, a próxima corrida é o GP da Bélgica, que acontece somente no dia 27/8.

Largada pega fogo!

Frank Augstein/AP
Hamilton conserva a liderança na largada; Verstappen aparece na frente de Vettel

Quando os carros se alinharam no grid, Max Verstappen avisou a Sebatian Vettel que o carro do alemão estava soltando fumaça. O holandês conseguiu superar o alemão logo nas primeiras curvas, derrubando-o para o quarto lugar. Lewis Hamilton largou bem e abriu vantagem tranquilamente na primeira colocação. Massa também iniciou de maneira positiva, ganhando três posições.

Acidente e safety car

David Davies/AP
Carlos Sainz e Daniil Kvyat deixam o Grande Prêmio da Inglaterra após acidente

Logo no início da prova, Daniil Kvyat e Carlos Sainz se envolveram em acidente que tirou a dupla da Toro Rosso da briga por pontos. A presença dos carros na área de escape fez com que a organização decidisse mandar o safety car para a pista, acabando com a vantagem de Hamilton na ponta. Mas o britânico não teve dificuldades para manter a liderança no reinício da prova. O piloto da Mercedes não foi ameaçado durante toda a corrida, vencendo com facilidade.

Briga boa

Frank Augstein/AP
Max Verstappen é seguido por Sebastian Vettel durante o Grande Prêmio da Inglaterra

O duelo que mais empolgou o público na primeira parte da corrida foi entre Verstappen e Vettel. Desde que o holandês ganhou a posição na primeira volta, o alemão passou a persegui-lo. Na 14ª volta, o piloto da Ferrari chegou a jogar para fora do traçado o adversário, que respondeu na mesma moeda. A ultrapassagem, no entanto, não foi na pista, e sim na 20ª volta, na primeira rodada de pit stops, após problema na troca de pneus nos boxes da Red Bull.

Reta final movimentada

Jason Cairnduff/Reuters

Na parte final da corrida, Vettel protagonizou mais uma briga por posição. Na terceira colocação, o competidor foi atacado por Valtteri Bottas, da Mercedes, em disputa que também interessava ao companheiro de equipe Lewis Hamilton, que tenta perseguir o alemão no Mundial de Pilotos. A investida deu certo, já que o finlandês garantiu sua posição no pódio e derrubou o adversário para o quarto lugar na corrida. Na penúltima volta, Kimi Raikkonen, que estava em segundo, teve problema na roda dianteira direira e foi superado pelos dois.

Vettel, no entanto, também teve problemas, perdendo seu lugar no pódio. Um problema na roda dianteira esquerda forçou nova parada nos boxes, derrubando o alemão para a sétima colocação. Melhor para Raikkonen, que retomou a terceira posição e garantiu lugar no pódio.

Grande recuperação

Frank Augstein/AP
Daniel Ricciardo em ação durante o Grande Prêmio da Inglaterra de Fórmula 1

Daniel Ricciardo teve de largar da 19ª e penúltima colocação após trocar de câmbio e sofrer acidente que encerrou sua participação no treino classificatório ainda no Q1. O piloto australiano fez grande corrida de recuperação e terminou a corrida na quinta colocação. Massa, que largou em 14º, também se recuperou bem e buscou a décima colocação, conseguindo pontuar.

Veja a classificação do GP da Inglaterra:

1 – Lewis Hamilton (GBR/Mercedes)
2 – Valtteri Bottas (FIN/Mercedes) a 14s063
3 – Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari) a 36s570
4 – Max Verstappen (HOL/Red Bull) a 52s125
5 – Daniel Ricciardo (AUS/Red Bull) a 1min05s955
6 – Nico Hulkenberg (ALE/Renault) a 1min08s109
7 – Sebastian Vettel (ALE/Ferrari) a 1min33s989
8 – Esteban Ocon (FRA/Force India) a uma volta
9 – Sergio Perez (MEX/Force India) a uma volta
10 – Felipe Massa (BRA/Williams) a uma volta
11 – Stoffel Vandoorne (BEL/McLaren) a uma volta
12 – Kevin Magnussen (DIN/Haas) a uma volta
13 – Romain Grosjean (FRA/Haas) a uma volta
14 – Marcus Ericsson (SUE/Sauber) a uma volta
15 – Daniil Kvyat (RUS/Toro Rosso) a uma volta
16 – Lance Stroll (CAN/Williams) a uma volta
17 – Pascal Wehrlein (ALE/Sauber) a uma volta
18 – Fernando Alonso (ESP/McLaren) abandonou
19 – Carlos Sainz (ESP/Toro Rosso) abandonou
20 – Jolyon Palmer (GBR/Renault) abandonou

Últimas notícias Ver mais notícias