Após derrota, treinador cogita aposentadoria de Manny Pacquiao

Ag. Fight

  • Patrick Hamilton/AFP

    Pacquiao foi superado por Jeff Horns na decisão dos juízes

    Pacquiao foi superado por Jeff Horns na decisão dos juízes

As especulações sobre o futuro de Manny Pacquiao aumentaram ainda mais após a derrota para Jeff Horn em seu combate mais recente, quando ele perdeu o cinturão meio-médio (66,7 kg) da WBO (Organização Mundial de Boxe) em uma decisão unânime cercada de controvérsias. Na ocasião, o resultado negativo foi uma surpresa e pôs em xeque a capacidade do atleta se manter competindo em alto nível aos 38 anos de idade. Por isso, Freddie Roach, seu treinador de longa data, analisou sua fase atual e lhe deu apenas duas opções: ou faz a revanche contra seu último algoz ou se aposenta da nobre arte.

Em entrevista ao site 'TMZ Sports', o treinador não escondeu que seu desejo pessoal é o de que 'Pac-Man' não se deixe abalar e retorne ainda mais forte para uma possível revanche contra Horn. No entanto, o americano não escondeu o fato de que, aos 38 anos, Pacquiao naturalmente não apresenta o mesmo vigor atlético de quando viveu o auge de sua carreira - situação esta que, consequentemente, poderia atrapalhar sua possível empreitada rumo à reconquista do título.

"Gostaria de vê-lo fazendo uma revanche com o Horn, caso não, se aposentar. Lutadores envelhecem. Ele até foi bem naquela luta, mas apenas bem, e às avezes ir bem não é bom o suficiente ", afirmou Freddie, que além de treinador é um famoso ex-pugilista norte-americano.

Logo após a derrota para Horn no último dia 2 de julho, Pacquiao não escondeu a decepção com o resultado negativo, mas deu indícios de que um novo encontro nos ringues com o australiano seria apenas questão de tempo. Isso porque, logo após o combate, o filipino garantiu a existência de uma cláusula no contrato que lhe daria a opção de revanche em caso de revés. Ou seja, agora nos resta esperar e ver se esse duelo sairá mesmo do papel.

Últimas notícias Ver mais notícias