Gatlin aposta em volta de Bolt: "ele ama demais o esporte para ir embora"

Do UOL, em São Paulo

  • AP Photo/Martin Meissner

Justin Gatlin não acredita que a despedida de Usain Bolt das pistas durará muito tempo. Após o revezamento 4x100m no Mundial de Atletismo em Londres (Inglaterra), que foi a última prova da carreira do jamaicano, o norte-americano apostou que o rival retornará em breve.

"Eu vou vencer meu milhão de dólares. Ele voltará em alguns anos e estará pronto. Ele tem paixão pelo esporte. Ele ama os fãs, e eles o amam. Ele ama demais o esporte para ir embora. Ele é um showman", disse Gatlin, que se tornou o novo campeão mundial dos 100m na semana passada.

Neste sábado (12), Bolt não conseguiu completar a prova ao sentir câimbras na coxa esquerda logo depois de pegar o bastão. Ele caiu no chão, parou no meio do revezamento e não cruzou a linha de chegada. Para o norte-americano, o clima em Londres e o aquecimento antes da largada podem ter influenciado na contusão do jamaicano.

"Foi uma receita. Eu não quero falar isso, mas entendo que nós precisamos estar prontos mais cedo, mas acredito que tiramos nossas roupas um pouco cedo demais", afirmou Gatlin.

"Está um pouco frio aqui, então eu acho que é aí que veio a cãibra. É com isso que ele sofreu. Ele estava correndo frio lá fora. Você não pode deixar que esse Mundial defina o que ele fez no passado. Ele fez coisas incríveis. Ele ainda é 'o cara'. Essa era a corrida de despedida dele e desejo a ele o melhor e que se recupere logo", acrescentou.

O ouro no 4x100m ficou com a Grã-Bretanha, que surpreendeu ao cruzar a linha de chegada com 37s47. Na sequência, Estados Unidos (37s52) e Japão (38s04) completaram o pódio.

Últimas notícias Ver mais notícias