Santos põe entrosamento de 3 anos à prova em 1º grande teste internacional

Samir Carvalho
Do UOL, em Santos (SP)

  • Ricardo Nogueira/Folhapress

    Ricardo Oliveira, Renato, Lucas Lima e companhia são titulares desde 2015

    Ricardo Oliveira, Renato, Lucas Lima e companhia são titulares desde 2015

O Santos colocará em teste um entrosamento de três anos de seus principais jogadores no duelo contra o Barcelona, às 21h45 (de Brasília), em Guayaquil, no Equador, pelo jogo de ida das quartas de final da Copa Libertadores da América. Base do time desde 2015, a geração de Vanderlei, Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, Gustavo Henrique, Zeca, Renato, Alison, Lucas Lima e Ricardo Oliveira têm, juntos, o primeiro grande desafio continental pela frente.

Foi há três anos, no início da gestão do presidente Modesto Roma, que esse grupo começou a jogar junto. Todos eles são considerados titulares absolutos desde 2015, com exceção aos zagueiros, que brigam por posição, e o volante Alison, que se firmou após a chegada do técnico Levir Culpi.

A geração de Ricardo Oliveira, Lucas Lima e Vanderlei foi bicampeã paulista (2015 e 2016) e carrega no currículo dois vices nacionais (Copa do Brasil de 2015 e Brasileirão de 2016). No entanto, é a primeira vez que este time entra para disputar uma decisão internacional. Primeira Libertadores desta geração, a atual competição ofereceu ao Santos um duelo nacional nas oitavas, o Atlético-PR. Agora, diante do Barcelona, o time finalmente pode ser testado fora do Brasil, no torneio mais importante. 

Neste cenário, a manutenção da base é fundamental. O resultado do entrosamento de anos pode ser visto, por exemplo, no sistema defensivo. Vanderlei, Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, Zeca e ainda Renato, que costuma atuar na frente da linha de quatro defensores, formam a segunda melhor defesa da Copa Libertadores e do Campeonato Brasileiro. 

Na competição continental, a defesa santista sofreu apenas seis gols e só fica atrás do Botafogo, que foi vazado somente cinco vezes na Libertadores. No Brasileirão, o Santos sofreu apenas 14 gols, um a mais que o Corinthians, detentor da melhor defesa do campeonato.

Nesta temporada, o entrosamento foi prejudicado com o desfalque de Zeca, que ficou fora do time por quase três meses. No entanto, na Libertadores e no segundo turno do Brasileiro, a equipe santista conta com a sua defesa titular.

"É uma base que trabalha desde o começo do ano, apesar da lesão do Zeca, mas é um cara (Zeca) que conhecemos e é titular desde 2015. Isso tem ajudado no entrosamento", afirmou David Braz.

A base da equipe santista hoje foi iniciada em 2015 por Marcelo Fernandes, responsável por fixar Lucas Lima, Victor Ferraz, David Braz e Renato de titulares, todos contestados e reservas nos anos anteriores. O agora auxiliar-técnico do time ainda contou com os reforços de Ricardo Oliveira e Vanderlei. Pouco meses depois, Dorival Júnior assumiu em seu lugar e promoveu Gustavo Henrique, Zeca e os já negociados Thiago Maia e Gabigol.

Inesperado Thiago Ribeiro será titular

O atacante Thiago Ribeiro, atleta que foi emprestado nos últimos dois anos para Atlético-MG e Bahia e que ficou encostado no Santos por alguns meses, será titular contra o Barcelona. O jogador foi o escolhido de Levir Culpi para atuar na vaga de Copete, lesionado.

No início do ano ninguém imaginaria que o Santos jogaria uma decisão na Libertadores com Thiago Ribeiro entre os titulares. O atleta sofreu de depressão e ficou sem jogar por quase uma temporada. A diretoria santista, inclusive, tentou se desfazer do atleta em diversas oportunidades neste ano, mas não conseguiu acerto com nenhum clube por conta de seu ordenado: cerca de R$ 300 mil mensais.

Davd Braz será outra novidade na equipe santista. Ele cumpriu suspensão contra o Corinthians no Brasileiro, e retorna a zaga ao lado de Lucas Veríssimo. Nilmar e Vecchio, que poderiam voltar ao time, não viajaram com a delegação santista e permanecem de fora.

Ficha Técnica

Barcelona-EQU x Santos

Data e horário: 13 de setembro de 2017, às 21h45 (de Brasília)
Local: Estádio Monumental Isidro Romero Carbo, em Guaiaquil (EQU)
Árbitro: Daniel Fedorczuk (URU)
Auxiliares: Richard Trinidad (URU) e Gabriel Popovits (URU)                       

Barcelona-EQU: Banguera; Pedro Velasco, Darío Aimar, Arreaga e Pineida; Gabriel Márquez, Oyola, Marcos Caicedo, Damian Diaz e Castillo; Jonatan Álvez.
Técnico: Guillermo Almada                 

Santos: Vanderlei; Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, David Braz e Zeca; Renato, Alison e Lucas Lima; Thiago Ribeiro, Bruno Henrique e Ricardo Oliveira.
Técnico: Levir Culpi

Últimas notícias Ver mais notícias