Sul-Americana vira vestibular para o Corinthians, 99% certo na Libertadores

Dassler Marques
Do UOL, em São Paulo

  • Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

    Cássio, experiente em Libertadores, foi único titular em campo na véspera de Corinthians x Racing

    Cássio, experiente em Libertadores, foi único titular em campo na véspera de Corinthians x Racing

De acordo com o site especializado Chance de Gol, o Corinthians tem 99,98% de possibilidades em assegurar uma vaga na Copa Libertadores do ano que vem via Campeonato Brasileiro. Com essa probabilidade favorável, o elenco dirigido por Fábio Carille se volta à Copa Sul-Americana como uma oportunidade de aprendizado para a competição continental. 

Nesta quarta-feira, atrás de um resultado que dê mais tranquilidade, encara o Racing-ARG pela abertura das oitavas de final da Sul-Americana. Depois de avançar por duas fases do torneio, contra a Universidad do Chile e o Patriotas-COL, joga para tentar seguir vivo em direção à próxima fase.

A possibilidade de fazer confrontos internacionais está totalmente aberta para os dois estágios seguintes da Sul-Americana. Caso supere o Racing nesta quarta e na próxima (19), em Avellaneda, o Corinthians pega Libertad-PAR ou Santa Fe-COL nas quartas de final. Um eventual duelo semifinal também seria contra equipe estrangeira. 

No elenco dirigido por Fábio Carille, há jogadores com história importante na Libertadores, como o goleiro Cássio e o centroavante Jô, decisivos nos títulos da 2012 e 2013, respectivamente, para Corinthians e Atlético-MG. Por outro lado, há outros que ainda não foram devidamente experimentados nesse torneio, como os jovens Marciel, Maycon e mesmo o zagueiro Pablo. Entre os estreantes em Libertadores ainda constaria o próprio Carille, que só esteve no torneio como auxiliar. 

Quase sempre conservador, porém, o treinador evitou falar sobre o que pensa para o próximo ano e a perspectiva de jogar o torneio continental mais importante. "Já deixei claro que vou jogo a jogo. Não penso mesmo em 2018 para nada e nem estou certo para ano que vem", disse Carille na terça, com menção a seu contrato que é válido até dezembro e ainda não foi renovado. 

Ele ainda reconheceu que Libertadores e Sul-Americana apresentam desafios diferentes para jogadores brasileiros. "É uma competição difícil e onde você tem de competir mesmo. Com argentinos, uruguaios e paraguaios, o estilo é diferente", disse Carille, com uma análise detalhada sobre o rival. 

"O Racing apresentou uma linha com cinco defensores e joga com dois centroavantes mesmo, de referência. É um time rápido, que joga no erro também e tem um volante que fica bastante na marcação. É um estilo de jogo muito defensivo, é isso que apresentou nos últimos jogos", comentou sobre o rival, que tem o mesmo estilo de times que recentemente deram problema em Itaquera, como Vitória e Atlético-GO.

A escalação do Corinthians só será confirmada horas antes do jogo, mas é muito provável que Carille repita os mesmos jogadores que enfrentaram - e perderam - para o Santos na Vila Belmiro. Ainda sem Guilherme Arana, além dos reservas Marquinhos Gabriel e Pedrinho, o treinador só aguarda pela liberação dos fisiologistas para definir seu time titular. 

CORINTHIANS x RACING-ARG

Data/hora: 13/09/2017, às 21h45 (de Brasília)
Local: Arena Corinthians, em São Paulo (SP)
Árbitro: Eber Aquino (Paraguai)
Auxiliares: Milciades Saldivar e Dario Gaona (ambos Paraguai)

Corinthians
Cássio; Fagner, Balbuena, Pablo e Marciel; Gabriel e Maycon; Jadson, Rodriguinho e Romero; Jô. 
Treinador: Fábio Carille. 

Racing-ARG
Musso; Solari, Vittor, Barbieri, Orbán e Soto; González, Arévalo Ríos e Zaracho; Licha López e Triverio. 
Treinador: Diego Cocca. 

Últimas notícias Ver mais notícias