Predestinado, Clayson vira herói do Corinthians e diz que vive um sonho

Diego Salgado
Do UOL, em São Paulo

Quatro gols nos últimos três jogos deram ao Corinthians quatro pontos a mais na tabela. É por conta dessa trajetória recente no líder do Campeonato Brasileiro que o atacante Clayson vive dias de sonho na carreira.

Depois de marcar duas vezes na vitória por 3 a 1 sobre o Coritiba na noite da última quarta-feira, o jogador de 22 anos reforçou o status de herói corintiano. E saiu de campo emocionado com a fase que atravessa no time do técnico Fábio Carille.

"É muito especial, é uma noite marcante na minha vida, uma das mais importantes. Vai ser lembrada para sempre. É um sonho de qualquer jovem como eu que vem para um grande clube. Espero continuar dando conta do recado", disse Clayson, ainda na zona mista na Arena Corinthians.

Contratado pelo Corinthians após defender a Ponte Preta no Campeonato Paulista, Clayson só foi às redes pela primeira vez contra o São Paulo, há duas rodadas. Naquela ocasião, o atleta garantiu o empate por 1 a 1 no Morumbi. Uma semana depois, no Mineirão, o atacante repetiu a dose contra o Cruzeiro.

Marcello Zambrana/AGIF
Clayson celebra gol marcado em Itaquera

Em meio à fase iluminada no time do técnico Fábio Carille, Clayson ressaltou a ajuda recebida das pessoas mais próximas, incluindo os companheiros do elenco. Segundo ele, a ansiedade é controlada dessa forma.

"Minha família sempre me apoia, minha noiva, meus amigos, as pessoas mais próximas me ajudam. Ansiedade faz parte do dia a dia. O grupo é muito bom, me deixa muito à vontade. Aqui não tem grupinho. Todo mundo fala com todo mundo. Isso me ajuda muito", ressaltou Clayson, que nunca tinha feito gols em três partidas seguidas.

"Foi a primeira vez, fico muito feliz de estar ajudando o Corinthians. Pelo gols, principalmente. Espero continuar nessa pegada. Os gols estão saindo. Vale assistência, carrinho lá atrás. A vitória é o mais importante", afirrmou.

Clayson entra e decide. Mais uma vez

Na partida contra o Coritiba, o roteiro dos últimos dois duelos voltou a se repetir. Clayson começou o jogo no banco de reservas e entrou no time antes da metade do segundo tempo. Minutos depois, foi às redes.

Marcello Zambrana/AGIF
Atacante de 22 anos disse que vive um sonho depois de quatro gols em três jogos

Na última quarta-feira, o jogador desempatou o confronto 18 minutos depois de entrar na vaga do volante Maycon. Primeiro, completou cruzamento de Léo Príncipe. Depois, aproveitou o bola na trave chutada poro Rodriguinho para marcar no rebote.

"É preciso respeitar todo mundo, claro que venho buscando empate, tenho de fazer por merecer. Quem entrar tem de entrar bem. Quem vai ganhar é o Corinthians. É indiferente. Estou preparado para entrar jogando. Se tiver de entrar, estarei preparado do mesmo jeito. É uma opção do Carille. Tenho de estar preparado", frisou o atacante, que ganhou elogios de Carille.

"Tenho um grupo, não tenho 11 titulares. Começa por aí. O Clayson não é um fazedor de gols, ele leva, constrói, tem um contra um. Trabalhamos muita finalização para que ele melhore. Chuta bem, pega bem na bola. Criando situações para que ele finalize. É um grupo. Fizemos um primeiro turno maravilhoso com uma base, mas ele está buscando seu espaço. Estamos muito satisfeitos com ele", afirmou o treinador.

Últimas notícias Ver mais notícias