Baladas e atrasos! Flu afastou Wendel para manter regime sem concentração

Bernardo Gentile
Do UOL, no Rio de Janeiro

Sob o comando de Abel Braga, os jogadores do Fluminense não se concentram e se reapresentam no dia dos jogos em horário previamente combinado. Um dos destaques do time, Wendel não estava no mesmo nível de comprometimento dos companheiros. Baladas e atrasos ocorreram com frequência recentemente e motivaram o Tricolor a punir o volante na mira do PSG.

A queda de rendimento de Wendel era visível. Longe das boas atuações do início da temporada, o jogador foi barrado por Douglas no meio de campo nos últimos jogos. O comportamento não profissional do volante fora das quatro linhas teve interferência direta e gerou consequências.

Abel Braga tinha uma preocupação especial com o jogador, que foi promovido aos profissionais no início do ano e encantou o treinador. Exatamente por isso, a decepção do técnico foi grande com o pupilo. E não foi por falta de aviso. Além do comandante, os jogadores mais experientes tentaram aconselhar Wendel no dia a dia.

"Não foi por falta de aviso. A gente tentou conversar várias vezes com ele. É um grande jogador mas precisa melhorar nesse sentido. É um garoto que todo mundo gosta e que precisa entender que da mesma forma que a carreia sobe rapidamente, pode cair da mesma forma. Ele está apenas no início da carreira e tem tempo para mudar isso", desabafou o artilheiro Henrique Dourado.

Oficialmente, o Fluminense nega que Wendel esteja afastado. Ele esteve no centro de treinamento na manhã de domingo juntamente com os atletas que não foram relacionados para o clássico com o Flamengo. Caso a comissão técnica perceba dedicação nas atividades, o volante poderá voltar a ser relacionado para os jogos.

O fato é que Wendel foi punido pelo Fluminense ao ficar de fora do clássico. O comportamento não agrada nem um pouco e o volante precisará mostrar uma nova versão na conduta para voltar a ganhar a confiança de Abel Braga e companhia.

Últimas notícias Ver mais notícias