Liverpool massacra com show de Coutinho e volta ao mata-mata após 9 anos

Do UOL, em São Paulo

  • Carl Recine/Reuters

    Philippe Coutinho comandou o baile do Liverpool sobre o Spartak Moscou

    Philippe Coutinho comandou o baile do Liverpool sobre o Spartak Moscou

O Liverpool está de volta ao mata-mata da Liga dos Campeões após nove anos. O time inglês atropelou o Spartak Moscou por 7 a 0 nesta quarta-feira (6), em Anfield, e se garantiu na primeira colocação do grupo E. O grande destaque foi Philippe Coutinho, com três gols, enquanto Roberto Firmino contribuiu com um gol e uma assistência. O senegalês Mané fez outros dois, e o egípcio Salah fechou o placar.

Com a vitória, o Liverpool fechou a fase de grupos com 12 pontos. O segundo colocado, que também avançou às oitavas de final, foi o Sevilla, que empatou com o esloveno Maribor por 1 a 1 nesta quarta, com gol de Ganso, e ficou com nove pontos. Já o Spartak, em terceiro com seis pontos, foi para a Liga Europa, enquanto o Maribor ficou na lanterna, com três.

Um dos maiores campeões europeus da história, com cinco títulos, o Liverpool não disputava a fase eliminatória da Liga dos Campeões desde a temporada 2008/09. O sorteio que definirá o adversário dos ingleses nas oitavas acontecerá na próxima segunda-feira (11).

Capitão, Coutinho comanda o baile

Carl Recine/Reuters

Philippe Coutinho recebeu a faixa de capitão do Liverpool com as ausências dos donos mais comuns da braçadeira, Henderson e Milner, que começaram no banco. E correspondeu com um show em campo. O camisa 10 abriu o placar logo aos três minutos, de pênalti, e ampliou para 2 a 0 aos 15, concluindo linda jogada que passou pelos pés de Mané, Salah e Firmino antes de chegar a ele na área. No segundo tempo, fez o quinto do Liverpool e o seu terceiro no jogo.

Firmino dá assistência e deixa o seu

Phil Noble/Reuters

Além de dar a bola para Coutinho fazer o segundo gol após bela jogada, Firmino também balançou a rede para fazer o terceiro do Liverpool. Após cruzamento de Mané, a bola desviou na zaga e sobrou para o atacante brasileiro encher o pé para o gol. Atuando constantemente mais recuado, buscando jogo e conduzindo a bola, Firmino fez ótima partida e saiu muito aplaudido pela torcida no segundo tempo.

Liverpool massacra com quarteto veloz

Rui Vieira/AP

O quarteto Firmino, Mané, Salah e Coutinho foi um pesadelo constante para a defesa do Spartak. Precisando se lançar à frente em busca do resultado, o time russo deixou muitos espaços para o contra-ataque avassalador do Liverpool, que só não fez mais por falta de capricho nas finalizações. A velocidade e a troca de passes da equipe inglesa foi demais para os visitantes, e todos os quatro homens de frente do Liverpool balançaram as redes.

Milner entra e dá duas assistências

O inglês James Milner substituiu o lesionado Alberto Moreno na lateral esquerda e teve impacto imediato, com duas assistências no início do segundo tempo. A primeira foi para Mané e a segunda para Coutinho, de quem ele tirou a faixa de capitão ao entrar em campo. No fim, Mané ainda fez o sexto ao receber cruzamento de Sturridge, e Salah fechou a conta.

Melhor ataque da história de um time inglês

Paul Ellis/AFP

Com 23 gols em seis jogos, o Liverpool quebrou um recorde: se tornou o time inglês com o melhor ataque da história da fase de grupos da Liga dos Campeões. Na atual edição, a equipe só não fez mais gols que o Paris Saint-Germain, que balançou a rede 25 vezes no grupo B.

Últimas notícias Ver mais notícias