Goleador incomodado, Lucca tem chance de convencer Carille no Corinthians

Dassler Marques e Ricardo Perrone
Do UOL, em São Paulo

  • Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

    Lucca brinca com Kazim e Fellipe Bastos no Corinthians: oportunidade chegou

    Lucca brinca com Kazim e Fellipe Bastos no Corinthians: oportunidade chegou

Lucca deve voltar a vestir a camisa do Corinthians neste sábado (13). Autor de 24 gols em 61 jogos pela Ponte Preta no último ano, o atacante campeão brasileiro em 2015 terá a primeira chance em 2018. Na Flórida Cup, a equipe de Fábio Carille enfrenta os escoceses do Glasgow Rangers, e ele terá a chance de escrever uma história diferente. 

Depois de demonstrar incômodo com sua situação no Corinthians, já que não teve nenhum minuto na última quarta (10), contra o PSV Eindhoven, Lucca foi confirmado por Carille em uma das equipes que jogará contra o Rangers. Em início de temporada, a comissão técnica do clube optou por escalar times distintos dentro das próprias partidas da competição em Orlando. 

Internamente, Lucca não é visto pela comissão do Corinthians com o mesmo prestígio que teve na Ponte Preta. A postura do atacante não foi bem vista dentro da temporada 2016, assim como seu pedido direto para que fosse emprestado em janeiro do ano seguinte. Carille admitiu publicamente que o jogador estava em seus planos em 2017, mas, como havia terminado a temporada anterior como última opção do ataque, Lucca pediu para sair. 

Nesta janela de transferências, os agentes do jogador se esforçaram em busca de um negócio por ele em outro clube. O destino preferido era o São Paulo, primeiro em uma possível troca com Júnior Tavares, que não interessou à direção tricolor, depois, em definitivo, o que não prosperou. Dorival Júnior chegou a aprovar o reforço, que também foi comentado no Fluminense em eventual troca com Gustavo Scarpa. Em agosto, uma oferta verbal do Nantes-FRA também foi recusada pelos dirigentes corintianos. 

Agora em janeiro, pouco antes de viajar à Flórida Cup, a direção do Corinthians se reuniu com a comissão técnica do clube e bateu o martelo sobre a reintegração de Lucca para 2018. Com base nessa decisão, o próprio estafe do atacante desconsidera nesse momento a hipótese de alguma negociação ocorrer. Assim, salvo uma reviravolta, ele jogará este semestre com a camisa alvinegra e tentará convencer Carille sobre suas condições. Na última quarta, o jogador chegou a fazer um desabafo ao site Globoesporte

"Para ser sincero, não fico satisfeito com isso, não. Procuro estar sempre evoluindo, creio que não estou satisfeito com essa situação, de ser moeda de troca, até porque tenho meu valor. Esse assunto é um pouco chato para mim, não gosto, não fico feliz com isso. Às vezes o pessoal fala, e tenho de saber lidar com essa situação. Mas não fico nem um pouco satisfeito ouvindo essas conversas", declarou Lucca. 

Carente de um substituto para Jô, o Corinthians avalia o atacante como um possível camisa 9 ou mesmo um ponteiro para ser alternativa a Romero e Clayson. A partida contra o Rangers servirá para Carille mostrar qual sua prioridade para um dos principais goleadores do futebol brasileiro em 2017.

O treinador, em coletiva na quarta, falou sobre a situação. "Ele está nos planos, tem contrato, sabe disso, e no jogo de sábado vai jogar 45 minutos. É bom se sentir incomodado [com o banco]. Ele fez um ano maravilhoso em 2017 e faz parte dos planos, sim", declarou. 

Últimas notícias Ver mais notícias