Mark Hunt confirma que deixará UFC, mas descarta aposentadoria

Ag. Fight

  • Jason O?Brien/Reuters

    Mark Hunt venceu Frank Mir por nocaute no UFC Austrália em 2016

    Mark Hunt venceu Frank Mir por nocaute no UFC Austrália em 2016

Mark Hunt foi derrotado por decisão unânime dos juízes laterais naquela que deve ter sido uma de suas últimas apresentações no UFC. O neozelandês não resistiu às quedas aplicadas por Curtis Blaydes no co-main event da edição 221 do show, que aconteceu nesse sábado (10), em Perth (Austrália), e deixou o octógono com um revés. Apesar disso, o peso-pesado garantiu que ainda não é o seu fim como atleta de MMA.

Aos 43 anos, o neozelandês não está pronto para pendurar as suas luvas. Pelo menos, não agora. Em entrevista ao site "MMA Junkie", Hunt revelou que a sua trajetória no UFC está perto do fim, mas que depois de fazer as lutas que ainda restam em seu contrato, o peso-pesado espera fazer mais algumas apresentações em outra organização de MMA antes de encerrar a sua carreira de vez.

"Sou lembrado todos os dias que sou o lutador mais velho do universo. Tinha três lutas sobrando com o UFC porque não tive uma boa conversa com eles quando muitas coisas aconteceram. Todos sabem que estou processando o UFC. Eles me chamaram de mesquinho. Sobrevivi a era PRIDE, quando todos se dopavam. Estou aqui agora e eles estão tentando me ignorar", assegurou o veterano.

"Depois dessas duas lutas com o UFC, gostaria de lutar em outra organização mais três vezes e me aposentar. Pendurar as luvas. Quero ir lá, na minha melhor forma e competir. Sinto que posso competir com esses jovens, mesmo eles tendo metade da minha idade".

Profissional de MMA há quase 14 anos, Hunt acumula 13 vitórias, 12 derrotas, um empate e um confronto sem resultado. O australiano teve uma oportunidade de se tornar o campeão dos pesados do UFC, em novembro de 2014, mas acabou nocauteado por Fabrício Werdum na ocasião.

Últimas notícias Ver mais notícias