Raniel marca no fim, e Cruzeiro vira sobre o Atlético-PR em Curitiba

Do UOL, em Belo Horizonte

O Cruzeiro venceu o Atlético-PR, de virada, por 2 a 1 no jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil. Thiago Carleto abriu o placar, mas Henrique e Raniel deixaram os mineiros em vantagem no jogo ocorrido na Arena da Baixada, em Curitiba, na noite desta quarta-feira (16).

Como não há gol qualificado no torneio, uma vitória simples do Furacão leva o jogo para os pênaltis. Uma igualdade ou um triunfo da Raposa deixam o time de Mano Menezes nas quartas de final da competição de mata-mata.

O melhor: Raniel reencontra as redes depois de 7 jogos

Após sete jogos em branco, Raniel voltou a estufar a rede adversária pelo Cruzeiro. O garoto de 21 anos deixou a sua marca nos acréscimos do jogo contra o Atlético-PR e garantiu a virada do time celeste. O centroavante que substituiu Sassá não balançava a rede desde 17 de março, contra a Patrocinense. Desde então, ele ficou sem encontrar o caminho das redes contra Tupi (duas vezes), Atlético-MG, Inter, Vasco, Botafogo e Sport.

O pior: Sassá não finaliza na direção do gol e deixa campo

Sassá esteve longe de mostrar um futebol de qualidade na Arena da Baixada. O centroavante de 24 anos teve duas chances de concluir a gol, mas mandou ambas para fora. A melhor foi um cruzamento de Giorgian De Arrascaeta, que o camisa 99 mandou longe do gol de Santos. O desempenho ruim culminou em substituição. Raniel foi o escolhido para entrar na sua vaga.

Henrique volta a marcar após mais de um ano

Capitão do Cruzeiro desde a lesão de Fábio, em agosto de 2016, Henrique voltou a estufar as redes pelo time na noite desta quarta-feira (16) na Arena da Baixada. O volante aproveitou sobra na entrada da área e mandou forte. A bola desviou em Thiago Heleno e morreu no fundo da rede de Santos. A última vez que ele havia marcado foi contra a Caldense, em 2 de março do ano passado, pela primeira fase do Campeonato Mineiro. Ele fez dois na vitória por 2 a 1 sobre o time de Poços de Caldas.

Carleto supera corte na cabeça para marcar

Escalado como ala pelo lado esquerdo, Thiago Carleto foi o principal nome do jogo ocorrido na Arena da Baixada. O jogador sofreu um corte na cabeça em uma dividida com Sassá e precisou enfaixar a cabeça. Minutos depois de receber o atendimento médico devido ao problema clínico, o atleta balançou a rede de Fábio. Ele deixou a sua marca em uma cobrança de falta.

Santos brilha para salvar jogadas do Cruzeiro no 1º tempo

Santos perdeu o posto de melhor em campo graças a Thiago Carleto, mas fez uma partida muito convincente na Arena da Baixada. O goleiro fez defesas difíceis e garantiu o triunfo dos comandados de Fernando Diniz. O goleiro evitou um chute de longa distância de Robinho e deixou a meta para evitar um chute de Arrascaeta na direção do gol.

Cruzeiro sofre gols após 5 jogos em branco

O Cruzeiro voltou a ter a sua rede balançada em 2018. Depois de cinco partidas consecutivas sem ter as redes balançadas - Universidad de Chile (7-0), Inter (0-0), Vasco (4-0), Botafogo (1-0) e Sport (2-0) -, a Raposa viu um rival marcar. O Atlético-PR fez em gol de falta de Thiago Carleto. Fábio não admitiu em entrevista à TV Globo MG no intervalo, mas falhou no lance que culminou no tento do lateral esquerdo do time paranaense.

Egídio precisa trocar camisa no 1º tempo

Egídio precisou trocar o uniforme no primeiro tempo do compromisso ocorrido em Curitiba. A camiseta do lateral esquerdo do Cruzeiro rasgou em um lance com Matheus Rossetto e o atleta foi à beira do gramado, ao lado de Mano Menezes, para colocar uma nova camiseta. O técnico aproveitou o fato para instruir o jogador que veste a camisa 6.

Torcedores do Cruzeiro vão à Arena da Baixada

A Arena da Baixada não tem um setor destinado para a torcida visitante mais. O fato foi definido pelo Ministério Público do Paraná. Contudo, no jogo desta quarta-feira, houve torcedores do Cruzeiro com o uniforme do clube. O grupo se reuniu deliberadamente e aproveitou para canter músicas de incentivo ao elenco. Havia ao menos dois torcedores apoiando o time com a camiseta do clube.

Time do Atlético-PR vai à loucura com pênalti não marcado

O Atlético-PR se queixou de Péricles Bassols Pegado Cortez (PE) em um lance envolvendo Thiago Heleno e Dedé. O zagueiro do Furacão aproveitou cruzamento de Lucho González em cobrança de escanteio e cabeceou para baixo. A bola quicou no chão e pegou no braço direito de Dedé. O árbitro entendeu que não houve pênalti do camisa 26, mas o fato foi suficiente para levar a torcida e o elenco do Atlético à loucura.

Ficha técnica
Atlético-PR 1 x 2 Cruzeiro

Motivo: ida das oitavas de final da Copa do Brasil
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 16 de maio de 2018 (quarta-feira)
Horário: às 21h45 (de Brasília)
Árbitro: Péricles Bassols Pegado Cortez (PE)
Assistentes: Clóvis Amaral da Silva (PE) e Cleberson do Nascimento Leite (PE)

Cartão amarelo: Bergson, Camacho (Atlético-PR); Egídio (Cruzeiro)

Gols: Thiago Carleto - 41'/1ºT (1-0); Henrique - 34'/2ºT (1-1); Raniel - 48'/2ºT (1-2)

Atlético-PR
Santos; Pavez, Zé Ivaldo e Thiago Heleno; Matheus Rossetto, Camacho, Lucho González (Bruno Guimarães), Raphael Veiga (Matheus Anjos) e Thiago Carleto; Pablo e Bergson (Marcinho).
Técnico: Fernando Diniz.

Cruzeiro
Fábio; Lucas Romero, Dedé, Léo e Egídio; Henrique, Lucas Silva, Arrascaeta (Rafael Sóbis), Robinho (Mancuello) e Rafinha; Sassá (Raniel).
Técnico: Mano Menezes.

Últimas notícias Ver mais notícias