Santos faz "último teste" com Jair contra Flu de Abel, seu sonho de consumo

Samir Carvalho
Do UOL, em Santos (SP)

  • Daniel Vorley/AGIF

    Presidente do Santos não garante Jair Ventura no comando após o jogo contra o Flu

    Presidente do Santos não garante Jair Ventura no comando após o jogo contra o Flu

O Santos entra em campo diante do Fluminense nesta quarta-feira, às 19h (de Brasília), no Maracanã, pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro, cercado de polêmicas nos bastidores. Além de Rodrygo ter abandonado a concentração para assinar contrato com o Real Madrid na última terça-feira, o presidente José Carlos Peres pressionou Jair Ventura ao revelar que não garante o treinador no cargo após o jogo

A permanência depende de um resultado positivo diante do Flu. Caso não aconteça, o presidente santista e o seu Comitê Gestor decidiram em reunião na Vila Belmiro que o treinador será demitido. Um tropeço contra os cariocas pode deixar o Santos na zona de rebaixamento durante a "parada" da Copa do Mundo, da Rússia. Hoje, o alvinegro praiano está na 16ª colocação, com 10 pontos, seguido por Atlético-PR, Bahia e Paraná, todos na zona da degola, com 9 pontos.

Os dirigentes santistas admitem que, em caso de demissão de Jair, o clube já possui um "plano B". O UOL Esporte apurou que um deles estará no banco de reservas nesta quarta-feira, no Maracanã: Abel Braga. Outros nomes, como o de Zé Ricardo, Vanderlei Luxemburgo e Dorival Júnior, são cotados na Vila Belmiro, mas Abel é o preferido da diretoria santista.

Peres tem contato direto com Abel Braga, o que facilita uma possível negociação. A experiência do treinador, a facilidade de trabalhar com atletas das categorias de base e até o fato de ter declarado que foi torcedor do Santos na infância, quando assistia ao time de Pelé no Maracanã, pesam a favor da contratação.

O problema é que Abel Braga tem contrato com o Flu até o fim desta temporada e, no Rio de Janeiro, entende-se que só uma "catástrofe" o tira das Laranjeiras. Abel é visto como o "dono" do Fluminense na gestão do presidente Pedro Abad e sabe que não terá essa condição em nenhum outro clube. Vale lembrar que o treinador já foi cogitado por Atlético-MG, Palmeiras e Flamengo, mas preferiu ficar no Flu.

A esperança santista é por conta de um desgaste que existe entre Abel e Flu devido a problemas financeiros que limitam ações no mercado do futebol por reforços. O Santos enfrenta o mesmo problema, mas deve receber 40 milhões de euros (R$ 174 milhões) em breve, referentes a possível transferência de Rodrygo ao Real Madrid. Com esse montante, a cúpula alvinegra acredita que deve atrair técnicos e jogadores "medalhões" no mercado.

"Abel santista" foi revelado em 2010

Apesar de ter feito história em dois grandes clubes do Brasil – Internacional e Fluminense – Abel Braga era santista na infância. A revelação foi feita pelo então presidente do Santos, Luis Alvaro de Oliveira Ribeiro, em 2010, quando o clube paulista negociou com o treinador. A ideia era trazê-lo para o lugar de Dorival Júnior, demitido após desentendimento com Neymar, mas o Al Jazira, dos Emirados Árabes não o liberou na época.

"Realmente, as ideias que eu e o Abel temos são bem parecidas. Eu liguei para ele e uma coisa que me alegrou ainda mais foi saber que ele é santista. Ele me explicou que virou torcedor do Santos após a decisão do Mundial Interclubes entre Santos e Milan, no Maracanã, onde ele era menino e estava presente. Isso marcou na vida dele", disse Laor, falecido em 2016.

Escalação de Rodrygo depende de assinatura com o Real

Rodrygo deixou a concentração do Santos na última terça-feira e não viajou com a delegação para o Rio de Janeiro. O clube emitiu nota oficial após o UOL Esporte revelar o "abandono" e disse que não foi conivente com a postura do jogador. No entanto, o agente do jogador, Nick Arcuri, alega que a saída do atacante da concentração havia sido combinada com o Santos.

Segundo o estafe de Rodrygo, o Santos combinou com eles que o jogador assinaria o contrato com o Real Madrid antes da viagem para o Rio de Janeiro, pois assim o "seguro" contra lesões já estaria válido no período em que o atleta permaneça no clube paulista. O camisa 43 deve ficar até o meio de julho de 2019, mesmo sendo vendido nesta janela de transferências.

FICHA TÉCNICA
Fluminense x Santos

Data: 13 de junho de 2018, quarta-feira
Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Competição: Campeonato Brasileiro (12ª rodada)
Horário: 19h (de Brasília)
Árbitro: Rafael Traci (PR)
Assistentes: Ivan Carlos Bohn e Rafael Trombeta (ambos do PR)

Fluminense: Julio Cesar, Nathan, Ibañes e Luan Peres; Gilberto, Richard, Jadson, Douglas e Marlon; Matheus Alessandro e Pedro.
Técnico: Abel Braga.

Santos: Vanderlei; Victor Ferraz, Gustavo Henrique, David Braz e Dodô; Diego Pituca, Renato (Alison), Léo Cittadini (Rodrygo) e Jean Mota; Bruno Henrique e Gabriel Barbosa. Técnico: Jair Ventura.

Colaborou Vinicius Castro, do Rio de Janeiro*

Últimas notícias Ver mais notícias