Jogador troca socos com auxiliar técnico brasileiro após ser substituído

Do UOL, em São Paulo

Uma confusão marcou a rodada do Campeonato Boliviano na última quinta-feira (9). Ao ser substituído durante uma partida do Jorge Wilstermann, o argentino Cristian Chávez saiu irritado e trocou socos e empurrões com o auxiliar técnico brasileiro Thiago Leitao (confira no vídeo).

Leitao cumpria a função de técnico no jogo contra o San Jose Oruro, assumindo temporariamente as funções de Álvaro Guillermo Peña, que estava suspenso. Eis que, durante o segundo tempo, o brasileiro optou por substituir Chávez. O meio-campista bateu boca com o treinador ao chegar ao banco de reservas e deu um passo à frente para peitá-lo. Então Leitao o empurrou, e houve troca de socos até a dupla ser separada por atletas e integrantes da comissão técnica.

A partida chegou a ser paralisada por causa da confusão, houve até a presença de policiais, e ao final de tudo Cristian Chávez foi retirado para o vestiário para evitar que novo entrevero começasse. Nos minutos seguintes, o Jorge Wilstermann fez dois gols e acabou vencendo por 3 a 1.

Horas após o episódio, Thiago Leitao se desculpou pelas redes sociais. O brasileiro pediu perdão ao clube, dirigentes, torcedores e também a Chávez, mas não esclareceu nada. "Prefiro não entrar em detalhes do que ocorreu porque, como vocês, quero esquecer o que se passou, virar a página e continuar, ainda que seja difícil", escreveu, caracterizando o episódio como "uma grande lição" que não voltará a ocorrer.

Leitao jogou no Ceará em 2002, então passou dois anos no Jorge Wilstermann e rodou por times bolivianos até aposentar-se há quatro anos. Desde então passou a trabalhar à beira do campo. Já o argentino Cristian Chávez tem extenso currículo no futebol sul-americano, tendo como pontos altos os títulos da Copa Libertadores com o Boca Juniors, em 2007, e a Sul-Americana com o Lanús em 2013.

Últimas notícias Ver mais notícias