Atleta da NFL jogou com lesão cervical e só não ficou paralisado por sorte

Do UOL, em São Paulo

  • Otto Greule Jr/Getty Images

    Contratado pelos Colts nesta temporada, Matt Slauson (nº 68) quase perdeu o movimento das pernas

    Contratado pelos Colts nesta temporada, Matt Slauson (nº 68) quase perdeu o movimento das pernas

Matt Slauson por pouco não ficou paralisado durante a última rodada da NFL. Jogador do Indianapolis Colts, ele sofreu fraturas em duas vértebras da espinha cervical durante partida da última quinta-feira (4), mas continuou jogando sob risco de perder o movimento das pernas.

O diagnóstico foi tornado público apenas nesta quarta (10), e o atleta diz não ter notado que a lesão era grave. "Eu senti que poderia continuar. Eu podia jogar", disse Slauson ao jornal Indianapolis Star. "Não tinha a menor ideia de quão perto eu estava de mudar a vida de minha família", lamentou.

Slauson joga na linha ofensiva dos Colts, com missão de ajudar a proteger o lançador. Ele sofreu a lesão durante o terceiro quarto do duelo contra o New England Patriots, mas seguiu na partida até o final e participou de todas as 83 jogadas de ataque — sua equipe acabou derrotada por 38 a 24. Slauson disse aos treinadores que poderia continuar em campo, e assim foi.

"Não me faz nenhum bem ficar conjecturando [o que poderia ter acontecido], mas, sendo honesto, é muito difícil não pensar nisso", admitiu o jogador.

O caso não demanda cirurgia, apenas repouso por pelo menos três meses. Aos 32 anos, Matt Slauson está fora da temporada e deve ser reavaliado em janeiro; enquanto isso deve seguir nos Colts como uma espécie de assistente da comissão técnica. Seu contrato com a equipe é de uma temporada.

Últimas notícias Ver mais notícias