Marinho ganha pontos e apoio para superar oscilação no Grêmio

Jeremias Wernek
Do UOL, em Porto Alegre

  • Lucas Uebel/Grêmio

    Meia-atacante pode aparecer no time que enfrenta o Palmeiras, domingo

    Meia-atacante pode aparecer no time que enfrenta o Palmeiras, domingo

O segundo reforço mais caro da temporada ainda não deslanchou no Grêmio, mas ganhou pontos nos últimos dias. De volta após se recuperar de lesão no tornozelo, Marinho recebeu apoio público e elogios para alcançar regularidade. A própria atuação diante do Bahia, no sábado, resume o estágio atual do camisa 70. Intenso, mas oscilante.

Aos 28 anos, Marinho já soma 12 partidas pelo Grêmio e somente um gol marcado.

As atuações, entre reservas desde o primeiro minuto, ou como substituição no time titular ainda não encheram os olhos. Em mais de uma oportunidade, Marinho demonstrou dificuldade na hora de marcar e também de concluir os lances - seja optando pela conclusão ou passe.

"O Marinho enfrenta as defesas, abre as defesas. A maior prova disso foi no lance do pênalti. Deu uns contra-ataques, mas é normal. Fazia muito tempo que ele não jogava, então o jogador sente falta do ritmo de jogo. Temos que dar um desconto. Ele veio para ajudar e vai nos ajudar", disse Renato Gaúcho depois do empate em 2 a 2 contra o Bahia.

Marinho foi o substituto de Everton, ainda nos minutos finais do primeiro tempo, e não fez bom jogo. O segundo gol do Bahia aconteceu graças ao erro de posicionamento do meia-atacante, mas depois houve o lance com Léo. Depois de passar pelo marcador, Marinho é tocado e cai na área: pênalti marcado e convertido por Jael.

"A gente sabe que jogadores se adaptando rápido e outros se adaptando mais lentamente. O Marinho esteve na China e lá o futebol é diferente, no mínimo menos competitivo. Ele está voltando, está demorando um pouquinho, mas entrou bem e deu trabalho para o pessoal. Ele não vai levar muito tempo para nos ajudar e bastante", afirmou Duda Kroeff, vice de futebol.

O rendimento do ex-jogador de Fluminense, Inter, Cruzeiro e Vitória nesse momento está abaixo do esperado. Logo após assinar com o Grêmio, Marinho chamou atenção pelo rápido entrosamento com os novos companheiros e desenvoltura nos treinamentos.

Contratado para abrir defesas, logo depois de o Grêmio encontrar enormes dificuldades em jogos com adversários retrancados, Marinho é considerado uma alternativa para o lado direito do campo. O pé esquerdo combinado com velocidade e agilidade fazem o meia-atacante ser opção para o popular 'facão' - movimento onde o jogador sai do flanco e vai em direção ao centro do campo com o pé inverso e com maior ângulo para conclusão.

Diante do Palmeiras, no domingo, Marinho pode ser usado. A baixa de Everton abre brecha para que Alisson atue no lado esquerdo e o camisa 70 inicie a partida na faixa de campo predileta.

Últimas notícias Ver mais notícias