Próximo de luta com Fedor, Chael Sonnen volta a atacar reputação do Pride; entenda

Ag. Fight

Chael Sonnen retorna ao cage do Bellator neste sábado (13), quando encara Fedor Emelianenko pela semifinal do GP dos pesos-pesados do evento. E apesar da importância da luta, o americano não reduz seu estilo provocador, que por vezes tira rivais do sério, o que parece ser sua estratégia para este show.

Em conversa com o site 'MMA Junkie', o ex-desafiante aos cinturões dos médios (84 kg) e dos meio-pesados (93 kg) do UFC voltou a questionar a veracidade das lutas realizadas no extinto evento japonês Pride. E embora não tenha se referido diretamente ao seu oponente desta vez, tratou por desmerecer o show onde Fedor construiu sua carreira.

"Eu vou esclarecer isso: Pride era armado. Não há nada a dizer. As lutas eram armadas. Pride faz tanto tempo, não acredito que as pessoas ainda falem sobre isso. Pride tinha lutas armadas, e é isso. Se você arma uma luta, seu evento inteiro está arruinado. Acho que é um dos motivos deles estarem fora da TV, fora dos negócios e de não fazerem mais eventos", narrou, sempre com ironia.

Verdade seja dita, alguns poucos combates do início do evento foram apontados à época como duelos de resultados combinados previamente. A exemplo de Mark Coleman vs Nobuhiko Takada, alguns duelos terminaram por manchar a reputação ao menos do início do Pride. E Sonnen faz questão de relembrar desses detalhes.

"Se o Fedor fez lutas armadas? Eu teria que voltar e ver. Não me lembro de pensar que o Fedor armou lutas, eu não lembro de pensar em um número de caras que faziam lutas armadas. Mas eles faziam isso, ponto final", polemizou.

Últimas notícias Ver mais notícias