Tunísia reforça segurança para receber final da Liga dos Campeões da África

Túnis (Tunísia), 9 nov (EFE).- A Tunísia reforçou a segurança da capital do país com centenas de policiais para a disputa nesta sexta-feira do jogo de volta da final da Liga dos Campeões da África, na qual o time da casa, o Esperance, enfrenta o egípcio Al Ahly, cujas torcidas estão entre as mais violentas do continente.

O dispositivo de segurança e o alto risco de distúrbios levaram alguns colégios a suspenderem as aulas, e a população foi alertada para evitar o centro da cidade na hora do jogo.

A partida acontecerá às 20h (horário local, 17h em Brasília) no estádio olímpico de Rades e gera apreensão após a polêmica no jogo de ida, disputado em Alexandria, no qual o Al Ahly venceu por 3 a 1 com dois pênaltis marcados pelo argelino Mehdi Abid Charef após consultar o árbitro de vídeo.

No dia seguinte, a imprensa tunisiana falava em "escândalo no Egito", algo que se repediu ao longo da semana, o que contribuiu para exaltar os ânimos em um ambiente que por si só já seria de alta tensão.

O vencedor da Liga dos Campeões da África receberá uma premiação de US$ 2,5 milhões e se classifica para o Mundial de Clubes da Fifa, que será disputado em dezembro nos Emirados Árabes.

Últimas notícias Ver mais notícias