Artista plástica indiana e seu advogado são mortos em Mumbai

Nova Délhi, 13 dez (EFE).- A artista indiana Hema Upadhyay, cujas obras estão em várias galerias pelo mundo, foi assassinada em Mumbai, no oeste da Índia, assim como seu advogado.

"Identificamos à mulher falecida como Hema Upadhyay e o homem como seu advogado Harish Bhambhani", disse neste domingo o subcomissário da polícia, Vikram Deshmane, ao jornal "The Hindu".

Os corpos, encontrados dentro de caixas de papelão, foram descobertos ontem na capital financeira da Índia, sem pertences e sem qualquer identificação. Em declarações ao jornal "Indian Express", a polícia de Mumbai informou que, aparentemente, as vítimas foram estranguladas.

O advogado Harish Bhambhani representava Hema em diversos casos que ela abriu contra seu marido, o também artista Chintan Upadhyay, incluindo o pedido de divórcio.

Hema, considerada uma das artistas indianas mais influentes dos últimos anos, trabalhava principalmente com fotografia e pintura, com exposições voltadas as questões de gênero e diferenças de classe.

Últimas notícias Ver mais notícias