Putin adverte sobre riscos de criação de ferramentas hackers por governos

PEQUIM (Reuters) - O presidente da Rússia, Vladimir Putin, disse nesta segunda-feira que serviços de inteligência devem tomar cuidado ao criar softwares que podem depois ser usados para fins maliciosos, em referência ao ataque global com um "ransomware" que pesquisadores dizem ter se aproveitado de uma ferramenta construída pela Agência de Segurança Nacional dos Estados Unidos.

Em entrevista a repórteres em Pequim, onde está participando de uma conferência, Putin disse que não houve nenhum dano significativo nas instituições russas, incluindo os sistemas bancários e de saúde, causado pelo vírus de computador conhecido como WannaCry.

"Mas em geral é preocupante, não tem nada de bom, é uma fonte de preocupação. Sobre a fonte dessas ameaças, eu acho que a liderança da Microsoft anunciou isso claramente, que a fonte inicial do vírus é o serviço de inteligência dos Estados Unidos", disse Putin.

"Uma vez que eles são liberados da lâmpada, gênios desse tipo, especialmente aqueles criados por serviços de inteligência, podem depois causar danos a seus autores e criadores", acrescentou.

"Então, essa questão deve ser discutida imediatamente em um nível político sério e uma defesa precisa ser desenvolvida a partir desse fenômeno".

Putin disse que a Rússia não está por trás do ataque cibernético.

(Reportagem de Denis Dyomkin)

Últimas notícias Ver mais notícias