Eurogrupo aprova liberação de novo lote de ajuda à Grécia

Os ministros das Finanças da zona do euro concordaram com a liberação da terceira parcela de empréstimo à Grécia, no valor de 8,5 bilhões de euros. Diretora do FMI vai propor novo empréstimo da instituição para o país.Os ministros das Finanças do Eurogrupo chegaram nesta quinta-feira (15/06) a um acordo em Luxemburgo para a liberação do terceiro lote de empréstimo à Grécia, no valor de 8,5 bilhões de euros, anunciou o presidente do Eurogrupo, Jeroen Dijsselbloem. Após meses de negociações e sucessivos desacordos, a Grécia recebeu assim, finalmente, "luz verde" dos seus credores – a zona do euro e o FMI – para o desbloqueio de uma nova parcela do empréstimo do programa de resgate, iniciado em 2015, que Atenas aguardava com urgência, para os débitos em atraso mais urgentes, que tem que saldar até julho. A diretora do FMI, Christine Lagarde, anunciou, em comunicado, "a intenção de propor ao Conselho de Administração do FMI" que aprove um novo empréstimo do órgão para a Grécia. Ela, entretanto, esclareceu que a liberação da verba depende de os credores europeus concordarem com um alívio da dívida. Lagarde disse que a Grécia vem cumprindo adequadamente as políticas requeridas. Sobre o alívio da dívida, ela assegurou que houve um "claro progresso". O acordo constitui um alívio para a zona do euro, porque permite continuar a implementação do terceiro plano de ajuda à Grécia, assinado em julho de 2015, no valor de 86 bilhões de euros, que estava em aberto há meses, devido a divergências entre membros da zona euro – sobretudo a Alemanha – e o FMI. No total, a nova parcela permitirá pagar mais de sete bilhões de euros de dívidas, cujo prazo vencia em julho, afastando o risco de insolvência. MD/lusa/dpa
Últimas notícias Ver mais notícias