Mulher grávida chama polícia e é morta pelos policiais por estar com uma faca

Em Los Angeles

  • Genna Martin/seattlepi.com via AP

    Laurie Davis, tira de Charleena Lyles, chora durante vigília diante do apartamento onde a vítima morava

    Laurie Davis, tira de Charleena Lyles, chora durante vigília diante do apartamento onde a vítima morava

A polícia de Seattle, no Estado de Washington, se encontrava no centro de uma polêmica nesta segunda-feira (19) depois de atirar contra uma mulher negra grávida, armada com uma faca, que ligou relatando um roubo.

Os dois agentes que foram ao local "enfrentaram uma mulher de 30 anos, armada com uma faca. Os dois policiais atiraram, ferindo a mulher", informou a polícia em um comunicado emitido poucas horas após o caso.

Logo depois os bombeiros chegaram e declararam a morte da jovem, segundo a polícia, que aponta que "várias crianças estavam no apartamento no momento dos disparos, mas não ficaram feridas".

De acordo com membros da família, citados pela imprensa local, a mulher identificada como Charleena Lyles era mãe de três crianças, estava grávida de três meses e sofria de problemas mentais.

Foi iniciada uma investigação para analisar o uso da força por parte dos dois agentes, sob licença administrativa enquanto durar a averiguação, disse a polícia de Seattle.

Últimas notícias Ver mais notícias