Dá pra acreditar? Jornal dos EUA causa polêmica ao dizer que cachorro-quente não é sanduíche

do BOL, em São Paulo

  • Reprodução/Huffington Post

Esqueça a velha rixa entre as pessoas que discutem sobre se o cachorro-quente é melhor com ou sem purê de batata (em São Paulo, é muito comum a iguaria levar esse item, enquanto em outras regiões, não). Um jornal norte-americano de Kentucky elevou a discussão sobre esse tipo de lanche a outro nível, ao dizer que "cachorro-quente não é sanduíche".

O jornal Louisville Courier-Journal publicou uma série de correções, de textos publicados entre 1887 e 1966, dizendo: "Nas seguintes datas, o Courier-Journal incorretamente se referiu aos cachorros-quentes como sanduíches. Nós lamentamos profundamente os erros. Nós somos extremamente sérios com a precisão jornalística", escreveu o diretor-executivo da publicação, Joel Christopher, no Twitter.

Em poucos segundos, o tuíte de Joel provocou discórdia entre os internautas, que entraram em acalorados debates concordando ou não com o tema. 

Fato é que um sanduíche é formado por duas ou mais fatias de pão, com recheio entre elas. As pessoas que dizem que cachorro-quente não é sanduíche, argumentam que o pão do cachorro-quente não é totalmente dividido, então não há fatias, o que descaracterizaria o lanche como um típico sanduíche. 

Já a outra parte do "debate" diz que o sanduíche é algo feito com pão e recheio, fácil de se comer, podendo pegá-lo com uma mão. Então o hot dog é, sim, um sanduíche.

Na dúvida, é bom recorrer a Osasco, cidade da Grande São Paulo considerada a "capital brasileira do hot dog", onde são vendidos 40 mil cachorro-quentes diariamente pelos seus mais de 350 carrinhos licenciados (dados divulgados pela Folha de S.Paulo em 2015). Sites oficiais da Prefeitura da cidade, bem como o site do Governo do Estado de São Paulo, e páginas dedicadas aos festivais de cachorro-quente de Osasco chamam o hot dog de sanduíche com frequência. 

Abaixo, veja o tuíte de Christopher, diretor-executivo do jornal responsável pela polêmica nas redes sociais:

Últimas notícias Ver mais notícias