Prefeito de Miami Beach (EUA) é acusado de assédio sexual

  • Divulgação

    Prefeito de Miami, Ricky Arriola

    Prefeito de Miami, Ricky Arriola

O prefeito de Miami Beach, Ricky Arriola, foi acusado de assédio sexual por uma mulher que conheceu em um site de namoro on-line, segundo confirmação feita na quinta-feira pela polícia da cidade do sul da Flórida (Estados Unidos).

De acordo com informações, a queixa foi arquivada na última quarta-feira e a polícia tratou a denúncia como uma suposta agressão sexual e a encaminhou para a Promotoria do estado.

A polícia não forneceu maiores detalhes sobre a denúncia, e apenas disse que o fato, segundo a mulher, teria ocorrido a noite do dia 15 de dezembro do ano passado.

Por meio de um comunicado, o prefeito de 49 anos, rejeitou a acusação e disse que a denúncia contém "zero verdade".

"Eu estava em um primeiro encontro com uma mulher que conheci em um site de namoro on-line. Senti que ela tinha bebido muito durante o jantar e estava embriagada, assim que terminei o encontro, voltei para casa", manifestou Arriola na nota, de acordo com a emissora local "NBC6".

Ele acrescentou que a denunciante ficou "chateada" com a sua decisão e que "várias testemunhas" que os viram essa noite "podem confirmar esta sequência dos fatos".

Eleito prefeito de Miami Beach em 2015, Arriola também é o diretor executivo de uma empresa que presta serviços de "call center".

A denúncia acontece no meio de uma onda de acusações de agressão ou abuso sexual, entre artistas de Hollywood e do mundo da política.

No mês passado, o senador da Flórida, Jack Latvala, renunciou sua cadeira depois que uma investigação na Câmara Alta do estado encontrou um provável caso de assédio sexual por sua parte e que o governador, também republicano Rick Scott, pedisse sua renúncia.

Já a nível federal, o democrata Al Franken, membro do Senado dos EUA, renunciou após ser acusado de beijar e tocar várias mulheres sem seu consentimento, e o congressista democrata John Conyers, anunciou que não disputará a reeleição este ano por outra série de acusações de abuso sexual.

Últimas notícias Ver mais notícias