Nova explosão na Bolívia deixa ao menos 2 mortos e 10 feridos

Do UOL, em São Paulo

  • Juan Karita/AP Photo

    No cemitério de Oruro, domingo, pessoas choram a perda de familiares no dia anterior

    No cemitério de Oruro, domingo, pessoas choram a perda de familiares no dia anterior

Pelo menos duas pessoas morreram e outras dez ficaram feridas em uma nova explosão na cidade de Oruro, na Bolívia, desta vez ocorrida na noite desta terça-feira (13). Três dias antes, no sábado (10), oito pessoas morreram em um fato similar.

Além das duas vítimas fatais confirmadas, outras duas pessoas podem ter morrido, mas a informação ainda está sendo "verificada", declarou para a imprensa em La Paz o ministro de Governo (Interior) da Bolívia, Carlos Romero. Três pessoas foram detidas suspeitas de participação, informou uma fonte oficial.

Entre os dois mortos estaria uma menina, segundo informa a imprensa boliviana, que enviou equipes ao local do fato, a apenas uma quadra de onde ocorreu a tragédia que de sábado.

Estes veículos de imprensa mostraram em redes sociais imagens de ambulâncias, polícia e bombeiros trabalhando no local, além dos destroços causados na fachada de edifícios por causa da explosão ocorrida por volta das 19h10 (horário local, 21h10 em Brasília).

O governador de Oruro, Víctor Hugo Vásquez, qualificou a explosão de "ato criminoso". Em entrevista à televisão estatal boliviana, Vásquez disse que, embora inicialmente o fato tenha sido atribuído a uma explosão de gás, está mais do que nunca certo de que é um "atentado criminoso".

"Nesse sentido, pedimos à polícia, inclusive ao Exército, a mobilização imediata, para, desta forma, enfrentarmos este ato criminoso que alguns estão semeando em Oruro", declarou à "Bolívia TV".

Vásquez acrescentou que se está "coordenando com todos os agentes, com as autoridades, para que no tempo mais breve possível possam encontrar os autores e se possa dar a sanção correspondente conforme as leis".

Mais cedo, o presidente do país, Evo Morales, manifestou sua indignação no Twitter. "Muito consternado e preocupado porque novamente a tragédia e morte de inocentes enluta o país com uma nova explosão em Oruro."

"Instruí uma investigação rápida e exaustiva até encontrar as causas", afirmou na rede social, em mensagem no qual expressou sua solidariedade aos feridos e famílias das vítimas.

Morales tinha manifestado pela manhã em um programa de rádio as suas dúvidas de que a explosão do sábado tenha sido causada por um vazamento em um botijão de gás de uma carrocinha de comida, pelo que pediu uma profunda investigação do fato. (Com informações da agência Efe.)

Últimas notícias Ver mais notícias