Militares australianos flagrados ostentando bandeira nazista no Afeganistão

Sydney (Austrália), 14 jun (EFE).- Um veículo militar australiano ostentava uma bandeira nazista em uma área desértica do Afeganistão em 2007, segundo uma imagem publicada nesta quinta-feira pela imprensa local, o que foi qualificado como "inaceitável" pelo primeiro-ministro, Malcolm Turnbull.

"No incidente foi denunciado em 2007, a bandeira foi retirada e o pessoal envolvido foi punido. Isso foi algo absolutamente errado e o comandante tomou as medidas (necessárias) na época", disse Turnbull, aos jornalistas.

A emissora "ABC" obteve a fotografia onde aparece a bandeira vermelha nazista com a suástica na parte dianteira de um veículo militar que transportava um grupo de soldados.

Uma fonte da Defesa consultada pela "ABC", que também viu uma segunda fotografia que teria circulado entre alguns soldados australianos, afirmou que a bandeira foi levada ao Afeganistão em 2007, embora não tenha revelado a identidade da pessoa responsável.

Este qualificou a presença da bandeira como uma "piada distorcida" e negou que se tratasse de uma expressão autêntica do neonazismo.

Um porta-voz do Ministério da Defesa disse que tanto a instituição como as forças armadas australianas "rejeitam tudo o que é abominável que esta bandeira representa. Nem a bandeira, nem seu uso coincidem com os valores da Defesa (australiana)".

O porta-voz insistiu que após conhecer o incidente, o comandante responsável tomou as medidas necessárias para remover a bandeira.

"Uma advertência foi dada ao pessoal envolvido naquele momento e posteriormente recebeu assessoria (psicológica). Além disso, foram tomadas medidas para fortalecer a educação e a capacitação de todos que viram a bandeira", acrescentou a fonte do ministério.

O caso segue a outra recente informação da "ABC", que revelou o assassinato de um afegão desarmado por parte de um grupo das forças especiais durante uma operação em Darwan, em setembro de 2012.

Últimas notícias Ver mais notícias