Suécia vai às urnas com chance de guinada nacionalista

ESTOCOLMO, 9 SET (ANSA) - Milhares de suecos estão habilitados a comparecerem às urnas neste domingo (9) nas eleições legislativas locais. O pleito ocorre em um clima de incerteza, com uma forte tendência de vitória do partido de extrema-direita contrário à imigração. A Europa e o governo liderado pelos sociais-democratas temem uma onda nacionalista sem precedentes na Suécia.   

Nas últimas eleições, em 2014, o Partido Democratas da Suécia (SD), sob liderança do jovem Jimmie Akesson e com raízes neonazistas, passou de 6% a 13% dos votos. Agora, as projeções apontam que a legenda obterá 20% dos votos, tornando-se a maior força política do país.   

O avanço do movimento não tem explicações plausíveis, já que o índice de desemprego na Suécia é o menor em 10 anos, as finanças públicas estão equilibradas e o crescimento econômico é robusto.   

De acordo com pesquisas locais, porém, a população tem demonstrado preocupação com o crescimento da imigração e os impactos que isso pode acarretar, como criminalidade e violência urbana.   

As urnas abriram às 8h locais e as primeiras pesquisas de boca de urna devem sair às 20h. A Suécia tem uma tradição de afluência alta, de cerca de 68%. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Últimas notícias Ver mais notícias