ONU diz que 80% dos venezuelanos na Colômbia sofrem de insegurança alimentar

Genebra, 14 set (EFE).- Cerca de 80% dos refugiados venezuelanos na Colômbia sofrem de insegurança alimentar, segundo uma pesquisa elaborada pelo Programa Mundial de Alimentos das Nações Unidas (PMA) e apresentada nesta sexta-feira.

De acordo o porta-voz do PMA, Herve Verhoosel, as famílias que fugiram da Venezuela podem ficar nos centros de assistência na fronteira colombiana por três a cinco dias e depois devem sair para ceder o espaço aos recém-chegados. Além disso, a situação deles é de extrema vulnerabilidade, pois não possuem fontes de renda para se alimentar.

"No caso de encontrarem (alimento) ou alguém lhes de comida, não é suficientemente nutritiva, nem suficientemente diversa", sustentou Verhoosel.

Últimas notícias Ver mais notícias