Protestos de estudantes terminam com 8 policiais feridos em Bogotá

Bogotá, 8 nov (EFE).- Pelo menos oito policiais ficaram feridos nesta quinta-feira em Bogotá durante uma violenta jornada de protestos de estudantes, que também bloquearam várias das principais ruas da capital gerando grandes engarrafamentos, segundo informaram as autoridades.

Os policiais ficaram feridos durante um ataque com bombas incendiárias em frente às instalações da emissora "RCN Radio", que foi alvo de vários ataques com pedras e pichações em manifestações anteriores, razão pela qual as autoridades resguardavam o prédio.

"Temos oito patrulheiros que estão sendo avaliados no Hospital Central da Polícia por conta das agressões das que foram objeto e apresentam diferentes tipos de lesões", declarou a jornalistas o comandante da polícia de Bogotá, general Hoover Penilla.

O oficial afirmou ainda que, junto com a promotoria, estão recopilando os vídeos do ataque como parte das investigações abertas para descobrir o paradeiro dos responsáveis.

Nas redes sociais circulam vídeos nos quais é possível observar os policiais se defendendo dos ataques de vários estudantes, até que um deles lança uma bomba incendiária.

Após a explosão, os policiais deixaram o lugar até a chegada do apoio do Esquadrão Móvel Antidistúrbios (ESMAD), que dispersou a manifestação.

Em outros setores da cidade, estudantes vandalizaram monumentos com cartazes e bandeiras da desmobilizada guerrilha do M-19, assim como do argentino Ernesto "Che" Guevara.

Além disso, algumas das principais ruas da cidade foram bloqueadas pelos manifestantes, o que provocou monumentais engarrafamentos na hora do rush.

A jornada de protestos dos estudantes das universidades públicas do país foi realizada para exigir ao governo o aumento do orçamento destinado para o funcionamento dessas instituições.

Últimas notícias Ver mais notícias