Dinamarca suspende venda de armas à Arábia Saudita

Copenhague, 22 nov (EFE).- O Governo da Dinamarca anunciou nesta quinta-feira a suspensão das exportações de armas para a Arábia Saudita por causa do assassinato do jornalista dissidente saudita Jamal Khashoggi e a participação desse país na guerra do Iêmen.

O ministro das Relações Exteriores dinamarquês, Anders Samuelsen, se referiu em comunicado à nova "situação" criada por esses fatos e ressaltou que a medida tinha sido tomada depois das discussões de segunda-feira passada na reunião com seus colegas da União Europeia (UE).

A decisão do ministério de suspender a aprovação das exportações de armas para a Arábia Saudita afeta também produtos de uso duplo, civil e militar, que podem ser usados para "violações" dos direitos humanos.

"A Dinamarca já mantinha uma práxis muito restritiva nessa área, mas espero que a decisão faça com que mais países da UE apoiem uma implementação severa das regras do bloco nessa matéria", afirmou Samuelsen.

Últimas notícias Ver mais notícias