Vice-presidente do Equador renuncia acossada por denúncia de corrupção

Quito, 4 dez (EFE).- A vice-presidente do Equador, María Alejandra Vicuña, renunciou nesta terça-feira ao seu cargo, acossada por uma denúncia de corrupção relacionada com a cobrança ilegal de doações a um ex-assessor, quando era legisladora entre 2011 e 2013.

Na sua conta do Twitter, Vicuña afirmou que não permitirá que as presunções contra ela sejam utilizadas para criar um ambiente de instabilidade no governo ou rumores que envolvem até a possibilidade de renúncia do próprio presidente, Lenín Moreno.

"O país não merece esta instabilidade e, por isso, apresento a renúncia ao meu cargo como vice-presidente", escreveu Vicuña.

Últimas notícias Ver mais notícias