Cartomante brasileiro aceita pagamento em bitcoins por consultas via Skype

Ana Ikeda
Do UOL, em São Paulo

  • Arquivo pessoal

    O cartomante Dênis Maapelli, 35, diz que nove entre dez atendimento que faz são via Skype

    O cartomante Dênis Maapelli, 35, diz que nove entre dez atendimento que faz são via Skype

Uma das tradições mais antigas em cartomancia, a leitura de baralho cigano ganhou uma versão tecnologicamente "atualizada" com o trabalho de um brasileiro. Morador de Porto Alegre (RS), o cartomante tem um blog, atende clientes usando o Skype e até aceita pagamento em bitcoin, moeda digital em popularização no mundo.

Dênis Maapelli, 35, diz que há cinco anos estuda e lê o baralho cigano. Ele afirma ter resolvido criar a versão online do serviço pela praticidade em atender clientes de outras cidades dentro e fora do Brasil.

"Tenho uma grande demanda de clientes do Nordeste brasileiro e de Portugal, principalmente em Lisboa e Porto", detalha. A repaginada "digital" à leitura do baralho cigano já faz com que nove entre dez atendimentos feitos por ele sejam online.

Além do atendimento via internet, Maapelli disponibiliza formas de pagamento online aos clientes como pelo PayPal e com bitcoins. Ele diz que conheceu a moeda virtual por uma reportagem e decidiu investir o equivalente a R$ 50 em dezembro. Com a valorização dos bitcoins, ele conta que conseguiu acumular R$ 250.

"Passei a aceitar pagamentos em bitcoin porque às vezes um cliente tem pressa para que eu abra as cartas, o que eu faço só depois de receber a confirmação de pagamento. Com a moeda virtual, essa confirmação ocorre rápido, em uns 15 minutos, sem burocracia ou taxas", explica. 

Até o momento, apenas uma cliente fez o pagamento com a moeda virtual. "Ela não tem cartão internacional e sempre enfrentava problemas para pagar. Agora ela compra bitcoins lá e eu recebo na minha carteira virtual aqui."

A desvantagem, avalia o cartomante, é que muitas pessoas ainda não confiam nos bitcoins como um meio seguro de pagamento. "Ainda falta informação e, como não é algo que a pessoal consegue ver, como uma nota de dinheiro, muitos clientes meus desconfiam da validade dos bitcoins." 

Reprodução
Blog Baralho da Cigana mostra selo que indica pagamento aceito em bitcoin

Consulta via Skype

Com o atendimento por videochamada, Maapelli diz ter uma flexibilidade maior para agendar horários e acaba conquistando clientes que desejam privacidade.  "Se a pessoa precisar, posso atendê-la, por exemplo, às onze da noite. Também há casos de clientes que têm receio de se expor comparecendo pessoalmente, então o Skype é uma forma mais discreta para atendê-los."

Durante a abertura do baralho cigano, o cartomante vai respondendo às perguntas feitas pelo consulente. "É como um tratamento terapêutico. Há muitas informações que estão no inconsciente da pessoa, mas ela não consegue perceber e o baralho acaba indicando", diz.

Como no atendimento online o cliente não manuseia o baralho, Maapelli pede para a pessoa se concentrar enquanto ele embaralha e tira as cartas, para que haja "uma troca de energia constante", próxima à do atendimento presencial.

Últimas notícias Ver mais notícias