Gravar sem apertar: com 3 novos recursos, Telegram supera WhatsApp de novo

Do UOL, em São Paulo

  • Zigg

Se você ficou chateado com as duas quedas do WhatsApp nos últimos dias e migrou, ou cogitou migrar, para o eterno rival Telegram, a equipe do app soltou nesta sexta (19) três novidades que podem deixa-lo ainda mais atrativo.

Agora é possível enviar mensagens de vídeo no Telegram. Até aí nenhuma novidade, pois o WhatsApp faz isso há algum tempo. Mas surgem dois modos de gravação: aquele de segurar o botão enquanto filma e soltá-lo para enviar, e um que trava a câmera no formato de gravação quando você desliza o dedo para cima.

Essa tática também funciona para gravar as mensagens de voz. Este último método o "zap zap" não tem.

Diz o Telegram que o envio de uma mensagem de vídeo será rápido, porque o aplicativo a comprime e já começa a enviá-la enquanto a mensagem ainda está sendo gravada. O seu amigo que receber o vídeo vai baixá-lo e reproduzi-lo automaticamente. Mas, como isso pode acabar com seu pacote de dados, é possível alterar o download nas configurações.

Além disso, os usuários poderão ver um vídeo e acessar outros chats ao mesmo tempo, porque o player continuará tocando no canto da tela. 

Por fim, o Telegram lançou o Telescope, uma plataforma de vídeos públicos que funcionará no ecossistema do app. 

A plataforma mantém gravações próprias com até um minuto de duração --o mesmo formato e tempo usados nas mensagens de vídeo privadas. Não é preciso ter uma conta Telegram para visualizá-las, pois todo canal público no Telegram tem uma URL do tipo telesco.pe/channel_name --um formato interessante para os aspirantes a celebridades da internet.

Outra novidade são os pagamentos para bots, que permitirão compras de produtos e serviços dentro do Telegram, como mostra o GIF abaixo, que simula a compra de uma "máquina do tempo" com o bot de testes @ShopBot.

O Telegram não processa pagamentos e vai depender de diferentes provedores de pagamento em todo o mundo, como Stripe, RazorPay, FlutterWave, PaymentWall, Yandex.Money e Payme. Destes, sabe-se que a PaymentWall atua no Brasil.

A terceira novidade é que o Telegram ganha sua plataforma própria de visualização de conteúdo da internet. Ou seja, quando você colar na conversa um link de um site ou rede social, o app mostrará uma parte do texto e o thumb de uma foto, como também ocorre com certos conteúdos no WhatsApp.

A plataforma de visualização do Telegram é aberta. Então todos os usuários que entendam um pouco de HTML podem criar seus próprios templates para sites. Por isso, o Telegram lançou um concurso que premiará aqueles que conseguirem desenvolver um conjunto de regras perfeitas para o formato da visualização instantânea. Para participar, veja as regras e a lista de parâmetros HTML para criar as visualizações.

O participante que conseguir descrever a maior quantidade de domínios com os seus templates será o vencedor e receberá US$ 10 mil, além do pagamento por cada template. O segundo colocado receberá um prêmio de US$ 5 mil, além do dinheiro recebido pelos templates.

Veja também: Telegram cresce e pode ameaçar WhatsApp no futuro

 

Últimas notícias Ver mais notícias