Antes de gastar, use este app que ensina a achar defeito em eletrodoméstico

Rodrigo Lara
Do Gamehall

  • Rodrigo Lara/Gamehall

    Luciano Palma, um dos criadores do app Desquebre, é fã do "faça você mesmo"

    Luciano Palma, um dos criadores do app Desquebre, é fã do "faça você mesmo"

A situação é comum: um eletrodoméstico da sua casa começa a dar problema, você aciona a assistência técnica e, feito o serviço, acaba descobrindo que se tratava de um defeito simples o suficiente para ter resolvido por conta própria.

VEJA TAMBÉM

Se você é o tipo de pessoa que curte colocar a mão na massa e prefere tentar soluções práticas antes de buscar por ajuda especializada, o app Desquebre tem tudo para virar seu aliado.

Criado pela dupla de engenheiros Luciano Palma e Celso Pagotti, ele é uma espécie de guia para pequenos consertos de aparelhos como geladeiras, máquinas de lavar roupa, lava-louças, entre outros.

"Eu sempre via meu pai tentando consertar tudo que quebrava em casa. E o mais impressionante era a felicidade dele quando conseguia. E se ele podia fazer esse tipo de coisa, por que mais pessoas não conseguiriam?", questiona Palma, em entrevista ao UOL Tecnologia durante a Campus Party 2018.

Ele destaca que, muitas vezes, acaba sendo mais prático buscar por conta prória uma solução para pequenos problemas nesses aparelhos.

Imagine que sua geladeira apresentou um defeito. Muitas vezes é algo que você mesmo pode resolver, sem correr o risco de deixar o aparelho desligado por tempo suficiente para perder os alimentos guardados, por exemplo

Funcionamento intuitivo

Há duas etapas básicas para o uso do Desquebre. A primeira é definir o tipo do eletrodoméstico, a marca e o modelo.

Em seguida, ele age como guia, apresentando uma lista de potenciais defeitos e suas soluções sugeridas. Caso os procedimentos tentados não funcionem, é possível solicitar pelo próprio app a visita de um dos técnicos cadastrados na base de dados do aplicativo.

Reprodução
App tem interface simples e intuitiva e permite ao usuário pesquisar sobre defeitos mais simples e comuns

Atualmente, o Desquebre possui 15 técnicos cadastrados, que atendem a cidade de São Paulo, Barueri e Jundiaí.

"A meta é expandir esse número, mas sempre com profissionais de confiança", explica Palma.

Para garantir a qualidade do serviço, o Desquebre possui um histórico dos serviços realizados por cada um dos profissionais cadastrados, mantendo aqueles com o maior índice de sucesso

Os técnicos, por sua vez, pagam uma comissão de 13% a cada serviço realizado, que é a fonte de renda principal do aplicativo.

"Todos os pagamento são feitos pelo próprio aplicativo, e o cliente pode ainda parcelar em até dez vezes, com juros baixos, o que acaba sendo um atrativo a mais para os nossos usuários", salienta Palma.

O ambiente agradece

Para Palma, a facilidade que temos hoje para contar com ajuda especializada e até mesmo para trocar aparelhos quebrados por um novo acaba gerando uma espécie de comodismo. "Muitas vezes, acreditamos não conseguir fazer algo não por falta de capacidade, mas por estarmos acomodados. Conforto é bom, mas em excesso acaba limitando. Então a ideia de criar o Desquebre é justamente essa, empoderar as pessoas e mostrar que elas são capazes de resolver problemas por conta própria".

Outro ponto levantado por Palma para defender o "faça você mesmo" vai bem além das questões econômicas. "Vemos países desenvolvidos produzindo cada vez mais lixo eletrônico. Há casos, claro, que você vai optar por trocar um aparelho defeituoso por um novo, mas produziríamos muito menos lixo se tivéssemos essa cultura de tentar consertar antes de jogar fora".

O Desquebre está disponível em versões para iOS e Android e pode ser baixado gratuitamente. 

Últimas notícias Ver mais notícias