CEO do YouTube provoca Facebook: "deveria voltar para as fotos de bebês"

Do UOL, em São Paulo

  • Reprodução/Tribuna do Ceará

    Competição crescente entre Facebook e YouTube na plataforma de vídeos

    Competição crescente entre Facebook e YouTube na plataforma de vídeos

Susan Wojcicki, atual CEO do YouTube, fez uma provocação direta ao Facebook ao comentar sobre as ambições da rede social de se tornar também uma plataforma de vídeos. Para a chefe do site que tem como dono o Google, a página de Mark Zuckerberg deveria voltar suas atenções a "fotos de bebês e compartilhamentos".

A afirmação de Susan foi feita na noite desta terça, durante a conferência Code Media, organizada pelo site Recode. A questão direcionada à CEO do YouTube, no palco do evento, foi exatamente relacionada à cada vez maior competição do Facebook no nicho de vídeos. O início da resposta até foi cordial, mas sobrou uma cutucada na rede social.

Veja também: 

"Você sempre tem que levar seus competidores a sério, mas você não vence olhando para trás e para os lados. Digo, acho que eles deveriam focar no que já estão focados. Eles deveriam voltar para fotos de bebês e compartilhamentos", opinou a CEO.

Recentemente, o Facebook começou a ameaçar um pouco o domínio do YouTube ao dar cada vez mais espaço e importância a vídeos em seu algoritmo. Ambas as redes sociais, atualmente, competem para ser a plataforma dominante de vídeos.

Reprodução/Twitter
Susan Wojcicki, CEO do Youtube, provocou Facebook

Um dos pioneiros no setor, o YouTube segue referência quando o assunto é vídeos, mas já começa a ver o Facebook tentando entrar em seu espaço há algum tempo. Foi assim quando a rede social lançou o recurso Live e também quando a página passou a priorizar vídeos em seu algoritmo - inclusive com a inserção de publicidades.

Para o futuro, ambos ainda brigam até pela transmissão de eventos esportivos, como jogos ao vivo da NFL.

"Nós todos deveríamos competir por conteúdo. Não sou uma especialista em Facebook. Eles são especialistas nisso e deveriam fazer o que é melhor para seu negócio", afirmou. 

Últimas notícias Ver mais notícias