Galaxy A8 acerta na câmera e é ótimo celular para comprar daqui a 6 meses

Gabriel Francisco Ribeiro
Do UOL, em São Paulo

Se o Galaxy Note 8 e o S8 casassem e tivessem um filho, esse belo bebê seria o Galaxy A8. A novidade fresquinha da Samsung, que acabou de ser lançada no Brasil, tem um design bem parecido com os dois tops de linha da marca sul-coreana por um preço (um pouco) mais barato. E o melhor: o novo aparelho acertou bastante na câmera.

O dispositivo mais recente da Samsung foi lançado ao lado do Galaxy A8+ por preços que se iniciam a partir de R$ 2.399 – não, não é nada barato. Mas a gente sabe que daqui a seis meses esse valor já vai estar bem mais acessível, né?

Veja também: 

A novidade da Samsung vem para competir na linha intermediário-premium junto a aparelhos como o Zenfone 4. Mas nessa faixa de preço (ou até mais barato) existem modelos tops de linha lançados no ano passado como o Moto Z2 Force e o LG G6 – até o próprio S8 está custando cerca de R$ 600 a mais.

Um filho do S8 com o Note 8

As semelhanças entre o novo modelo da Samsung e os tops de linha lançados em 2017 ficam claras só ao olhar para o modelo. Sim: o Galaxy Note 8 tem tela infinita, que deixa o celular com mais display na frente e menos bordas – o botão físico do aparelho passa a ser virtual. Isso deixa o modelo muito bom para usar com uma das mãos, já que a proporção entre tamanho e tela agrada.

Gabriel Francisco Ribeiro/UOL
Galaxy A8 tem design semelhante ao S8 e Note 8

Todo o design do A8 é bem parecido com as linhas premium: o corpo é de metal nas laterais, enquanto a traseira é composta de vidro. Na parte de trás há uma novidade: o sensor de digitais agora está embaixo da câmera e não mais ao lado como no S8 – a Samsung melhorou a posição do sensor após críticas, mas ainda aguardamos que ele apareça embaixo da tela, na frente.

É claro que existem diferenças entre o A8 e os tops de linhas. As bordas na frente ainda são um pouco maiores do que o S8 e o Note 8, mas o maior contraste é que o display não tem tela curva. A tecnologia que realmente faz os celulares premium da Samsung nos espantarem continua exclusiva das linhas mais caras.

Câmeras da linha A consertadas

Lembra que no ano passado nós dissemos que a estabilização das câmeras da linha A da Samsung era ruim? Pois temos uma boa notícia: neste ano, os sensores estão bem melhores. É claro que não estão no nível dos celulares mais caros, mas gostei muito das câmeras do Galaxy A8.

Gabriel Francisco Ribeiro/UOL
Início da noite com o Galaxy A8: contraste de cores é bom

O maior destaque está na câmera frontal. Ela é dupla, com uma lente de 16 MP e outra de 8 MP. A câmera usa a mesma tecnologia do Note 8 para fazer fotos no chamado modo Foco Dinâmico – sim, suas selfies ficarão com o fundo desfocado e seu rosto em destaque. Você pode escolher o quanto quer desfocar o fundo.

Gabriel Francisco Ribeiro/UOL
Foto com a selfie do Galaxy A8 em modo normal

Gabriel Francisco Ribeiro/UOL
Selfie do Galaxy A8 no modo Foco Dinâmico

Em meus testes, o recurso funcionou muito bem e o desfoque ficou com boa qualidade. Mas é bom citar que nem sempre ocorria o desfoque – às vezes, mesmo quando eu selecionava o Foco Dinâmico, a foto ficava normal. É algo que a Samsung precisa corrigir.

Gabriel Francisco Ribeiro/UOL
Câmera principal do Galaxy A8 vai bem diretamente exposta à luz do sol

A câmera traseira também agradou bastante. Fotos em diferentes condições de luz – iluminação natural, artificial, à noite – saíram com uma qualidade show de bola --me impressionei. O recurso pode não dar tantos detalhes, como as câmeras de celulares como S8, Note 8, iPhone X e outros, mas não vai te deixar na mão.

Gabriel Francisco Ribeiro/UOL
Galaxy A8 lida bem com iluminação artificial noturna em refletores do Limeirão, estádio da Inter de Limeira

A Samsung, assim como o Zenfone, também continua com o diferencial em relação ao iPhone de ter o modo "Pro", em que você pode definir todas as configurações da foto. Para quem entende de configurações avançadas de fotografia, é uma ótima ferramenta.

Desempenho não decepciona

Equipado com um processador da própria Samsung, o Galaxy A8 não vai fazer você passar muito perrengue com celular travando. Até rolaram umas engasgadas enquanto usei o aparelho, mas o desempenho no geral foi bom.

Isso é ótimo, porque o modelo vem para o Brasil equipado com 64 GB de armazenamento – já que tem tudo isso de memória, o usuário vai querer aproveitar muito aplicativo dentro dele, né? Por isso, pode ficar tranquilo e usar o smartphone sem limitações.

Gabriel Francisco Ribeiro/UOL
Galaxy A8 foi disponibilizado em três versões

O chato é o fato de ele ter o software Android 7.1 ainda – a Samsung promete que atualizará para o Android O ainda neste começo de ano. O A8 ao menos é o primeiro smartphone além dos tops de linha a contar com a assistente virtual Bixby, que ainda engatinha, e tem o recurso multitarefa entre apps, assim como o Note 8.

A bateria do A8 também vai ficar naquela média que conhecemos: seus 3.000 mAh vão permitir uma autonomia de cerca de um dia de uso, se você não forçar muito o aparelho.

Vale a pena?

No geral, o A8 é um bom celular, com câmeras muito boas e um belo design. Mas o preço dele não compactua com o que ele oferece. Pode valer mais a pena, por exemplo, pegar um LG G6 por R$ 2.000 – o modelo também tem tela infinita e conta com câmera dupla na frente e atrás, apesar de ser do ano passado.

A dica para o A8 é a seguinte: esperar seis meses. Como os aparelhos da Samsung se desvalorizam rapidamente, é bem provável que nesse período o modelo já seja encontrado por preços abaixo de R$ 2.000. Um valor mais justo para o que ele apresenta.

Direto ao ponto: Galaxy A8

Tela: 5,6 polegadas Super Amoled
Sistema Operacional: Android 7.1
Processador: Exynos 7885 octa-core
Memória: 64 GB de armazenamento e 4 GB de RAM
Câmeras: traseira (16 MP) e frontal dupla (16 MP + 8 MP)
Dimensões e peso: 149.2 x 70.6 x 8.4 mm e 172 gramas
Bateria: 3.000 mAh
Pontos positivos: câmera frontal, tela infinita e design
Pontos negativos: preço, sistema operacional defasado e fragilidade
Preço: R$ 2.399

Últimas notícias Ver mais notícias