Inventor da internet defende regulamentação das redes sociais: "são armas"

Douglas Busvine
Em Frankfurt

  • Rodrigo Paiva/UOL

    Professor do MIT, de 62 anos, inventou a WWW (World Wide Web)

    Professor do MIT, de 62 anos, inventou a WWW (World Wide Web)

O inventor da internet mundial, Tim Berners-Lee, pediu nesta segunda-feira que as poderosas plataformas de web e empresas de redes sociais sejam regulamentadas para evitar que a rede seja "transformada em uma arma de grande escala".

O cientista de computação britânico, em uma carta aberta publicada no 29º aniversário da criação da web, disse que um "novo conjunto de guardiões" agora é dominante, controlando a disseminação de ideias e opiniões:

O fato de que o poder está concentrado entre tão poucas empresas tornou possível transformar a web em uma arma de grande escala

"Nos últimos anos, vimos teorias de conspiração virarem tendência em plataformas de redes sociais, contas falsas no Twitter e no Facebook acumularem tensões sociais, atores externos interferirem em eleições e criminosos roubarem dados pessoais".

A intervenção do professor do MIT, de 62 anos, veio ao mesmo tempo que alguns governos europeus se voltam para uma legislação que reprime as notícias "falsas" e o discurso de ódio que temem estar prejudicando a base de suas democracias.

Na Alemanha, uma lei entrou em vigor no dia 1º de janeiro, que prevê uma multa de até 50 milhões de euros para plataformas de internet que não conseguirem remover o discurso de ódio --o que é ilegal-- dentro de 24 horas.

O presidente francês, Emmanuel Macron, enquanto isso, planeja uma lei que capacitaria os juízes a pedir a remoção de notícias falsas durante as campanhas eleitorais.

E em Bruxelas, a Comissão Européia notificou as plataformas da internet de que elas devem encontrar uma maneira de remover o conteúdo extremista dentro de uma hora depois de notificadas ou enfrentar uma lei que as obrigue a fazer isso.

Berners-Lee, cuja Web Foundation faz campanha para uma internet mais aberta e inclusiva, duvida que empresas que foram montadas para maximizar lucros possam resolver adequadamente o problema de forma voluntária.

"Uma estrutura legal ou regulatória que responda por objetivos sociais pode ajudar a aliviar esses problemas", disse ele.

Expressando preocupação sobre como as grandes plataformas de internet lidam com os dados dos usuários na área da publicidade, Berners-Lee disse que é necessário encontrar um equilíbrio entre os interesses das empresas e os cidadãos online.

"Isso significa pensar sobre como alinhamos os incentivos do setor de tecnologia com os usuários e a sociedade em geral e consultando um setor transversal diversificado da sociedade no processo."

Últimas notícias Ver mais notícias