Siri, Alexa e Google: Veja como usar as assistentes de voz no celular

Rodrigo Trindade
Do UOL, em São Paulo

  • Getty Images

    No iPhone, Siri é a assistente de voz disponível para uso

    No iPhone, Siri é a assistente de voz disponível para uso

Mexer no celular com as mãos é coisa do passado. Tanto o iPhone quanto os celulares com sistema operacional Android oferecem há anos os chamados assistentes de voz, que podem ser convocados com comandos simples e são capazes de uma grande diversidade de ações. Não sabe como usá-los? A gente te ensina.

Qual o nome de cada assistente de voz?

A assistente de voz mais conhecida (e antiga) do gênero é a Siri, disponível para iPhone, iPad, MacBooks, Apple Watch e Apple TV. Assistente da Apple, ela existe desde outubro de 2011, quando foi lançada no iOS 5. Para os brasileiros, ela passou a ser útil especialmente depois do iOS 8.3, que introduziu a língua portuguesa entre os idiomas falados e compreendidos pelo programa. Ela ainda possui voz masculina e feminina, um diferencial para a concorrência.

No caso dos celulares Android, os assistentes de voz surgiram com o Google Now em julho de 2012, na versão Jelly Bean (4.1) do sistema operacional. Integrado ao app geral do Google, ele apenas compreendia ordens do usuário e realizava ações, sem dialogar de volta. Isso mudou com o Google Assistente, espécie de evolução do Google Now lançada em maio de 2016 inicialmente nos celulares Pixel. Em 2017, o programa foi expandido a outros smartphones de empresas terceiras. O português está entre as línguas compreendidas por ele.

VEJA TAMBÉM

Concorrente da Siri e do Google Assistente, a Alexa é a assistente de voz da Amazon. É ela que comanda o funcionamento do Amazon Echo, alto-falante inteligente vendido nos Estados Unidos (e outros países) capaz de uma grande variedade de ações, quando conectado a outros dispositivos inteligentes. Tudo a partir da voz do usuário, que dá comandos como escolher uma música para tocar, acender uma lâmpada ou até pedir um produto na Amazon.

A Alexa não fala português, ao contrário de Siri, Google Assistente e da Cortana, assistente de voz da Microsoft. Esta foi lançada em 2014, junto ao Windows 10, e funciona de forma semelhante aos rivais, só que usando a ferramenta de buscas Bing como fonte de informações.

Como baixar os assistentes de voz?

Essa é uma pergunta frequente cuja resposta, na maioria dos casos é: não precisa. O assistente de voz já vem embutido no sistema, seja ele Android, iOS, Windows (Xbox) ou Echo.

No entanto, é possível baixar alguns deles fora de seu sistema operacional nativo. Dá para fazer o download do Google Assistente, considerado o melhor do ramo, para dispositivos iOS, assim como a Alexa está disponível para iOS e Android, só que não nas lojas brasileiras - o mesmo se aplica à Cortana. Em todo caso, é só olhar na App Store

Como começar a usar o assistente de voz?

Vamos nos ater ao que está disponível no Brasil, limitando esse espaço a Siri e Google Assistente.

No caso da assistente da Apple, a configuração ocorre a partir do app Ajustes, que terá em seu terceiro menu a opção "Siri e Busca". Clicando nela, dá para ativar o comando de voz automático, disparado com os dizeres "E aí Siri". Caso não queira deixar o iPhone nesse modo de "sobreaviso" para algum comando, é possível chamar a Siri segurando o botão Início, aquele redondo que fica embaixo da tela de todos os modelos, menos do iPhone X.

No modelo mais poderoso da Apple, é possível ativar fisicamente a assistente apertando o botão no lado direito do aparelho

Já em celulares Android, o Google Assistente é configurado a partir do app do Google. Uma vez nele, é necessário selecionar o menu (aquele ícone com três barras horizontais paralelas) e depois a engrenagem (Configurações). Ali aparecerá uma opção do Google Assistente, que é ativado neste local. Com ele ligado, é só chamar "Ok Google" ou segurar o botão home.

Para que servem os assistentes de voz?

Cada vez para mais coisas. Você pode pedir para que o assistente trace uma rota para você ir de carro do trabalho de volta para casa, perguntar quanto é 3 + 3, qual foi o placar do último jogo do seu time do coração, solicitar que uma música ou podcast comece a tocar no seu celular ou mesmo pedir para que uma busca seja feita na internet sobre um determinado assunto.

No caso dos alto-falantes inteligentes, as opções têm aumentado conforme mais dispositivos inteligentes são desenvolvidos e conectados a itens como o Amazon Echo ou Google Home.

Os desenvolvedores também incluem brincadeirinhas nos programas, como a resposta dada para a Siri sobre qual time ela torce. Spoiler: Não é nem Flamengo, nem Corinthians.

Como desativar os assistentes de voz?

Se você não quer a Siri ou o Google Assistente bisbilhotando suas ações, também é possível desativá-los. No caso da assistente da Apple, o caminho é parecido com o da ativação. App Ajustes, opção "Siri e Busca" para então desselecionar o ícone "Pressionar Início para Siri".

No Android, você deve primeiramente abrir o Google Assistente, seja pelo "Ok Google" ou botão home. Daí você deve selecionar o ícone azul no canto superior direito da tela, clicar nos três pontinhos do canto superior direito da tela seguinte, selecionar a opção configurações e depois clicar em "Celular", logo abaixo de "Dispositivos". Neste menu, você poderá desligar o assistente completamente, ou então apenas desativar a opção "Ok Google".

Últimas notícias Ver mais notícias