Rei do Camarote? Estudo indica que iPhone é coisa de gente rica

Rodrigo Trindade
Do UOL, em São Paulo

  • Divulgação

Você tem um iPhone? Então são boas as chances de você fazer parte da classe alta da sociedade e de ter um grau de escolaridade mais alto. A informação parece óbvia no Brasil, onde um celular da Apple pode custar até R$ 7.800, mas esse perfil também pode ser traçado nos EUA, onde a pesquisa foi realizada. 

O estudo do National Bureau of Economic  Research, entidade americana dedicada a pesquisas econômicas, mostrou que ter um iPhone em 2016 significava 69,1% de chances de ser rico ou bem posicionado financeiramente e 62,4% de chances de ter um alto grau de escolaridade.

VEJA TAMBÉM

"Ao longo de todos os anos entre nossos dados, nenhuma marca individual indicava que alguém teria alta renda como ter um iPhone em 2016", escreveram Marianne Bertrand e Emir Kamenica.

A pesquisa foi feita com dados obtidos a partir de dois questionários: um de informações demográficas, incluindo renda, e outro indicando hábitos de consumo de marcas e de produtos de mídia, como revistas e programas de TV.

"Em relação a marcas, ter comprado um filme da Kodak, uma licença do Windows  XP e um iPhone são os mais informativos sobre educação em 1994, 2005 e 2016, respectivamente", diz outro trecho da pesquisa que é realizada desde 1992. 

O objetivo do estudo era ver se a sociedade americana havia tornado-se mais dividida culturalmente nos últimos anos, concluindo que, com "exceções pontuais", as distâncias culturais se mantiveram constantes com o passar do tempo.

Últimas notícias Ver mais notícias